Cultura Documentários

Quarta, dia 22, à 0h15 – No dia dedicado aos documentários de arte, a faixa apresenta Magia Russica. Em 1935, três filmes de Walt Disney foram exibidos em Moscou. Fyodor Chytruk, então um jovem estudante de arte, assistiu a esses filmes e não pode acreditar no que via: estava convencido de que acontecia um milagre diante de seus olhos. O que ele não sabia era que um dia se tornaria um dos grandes da animação russa. Através de sua história, descobrimos uma forma mágica de arte que ficou fechada atrás da Cortina de Ferro durante décadas. Comparados às outras artes – especialmente literatura e teatro – os filmes animados, considerados uma forma de arte para crianças, passaram com relativa facilidade pela censura rigorosa da União Soviética. Como todas as instituições soviéticas, os estúdios de animação Soyuzmultfilm tinham todo o apoio do governo, com orçamentos generosos para a produção e a distribuição em 112.000 cinemas na URSS. Essa situação permitiu o desenvolvimento de uma tradição, um estilo de animação que não era só para crianças. Os filmes, repletos de humor, refletiam não só a difícil experiência da União Soviética, mas também sua rica herança cultural, com Pushkin como pai espiritual. Hoje, depois do colapso da nação e enquanto a Rússia faz a transição para o capitalismo, os artistas que fazem animação descobrem que as regras do mercado não são necessariamente menos restritivas que a censura. Numa visão rara do processo artístico, na criação da magia, os artistas compartilham suas ideias sobre arte, cinema e sobre a maneira como estes devem se relacionar. Esta edição do Cultura Documentários tem curadoria de Amir Labaki.

Ficha Técnica

Gênero: Documentário

Título original: Magia Russica

Diretor: Masha Zur Glozman e Yonathan Zur

Ano: 2004

País de origem: Israel e Rússia

Duração: 60 minutos
Colorido

Classificação indicativa: 12 anos

Comentarios

comentarios

Sobre o autor