Japão homenageia vítimas 22 anos após o ataque com gás sarin no metrô

Pior ataque terrorista sofrido pelo Japão até hoje completa 22 anos. Relembre.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Funcionários prestam 1 minuto de silêncio às 8h (Reprodução/ANN)

Cerca de 22 funcionários da Tokyo Metro na estação Kasumigaseki na linha Hibiya prestaram 1 minuto de silêncio na manhã de hoje, às 8h, em homenagem a 2 colegas que morreram no ataque. Serviços memoriais foram realizados em outras 5 estação de metrô.

Publicidade

Ao todo, 13 pessoas morreram e 6.300 ficaram expostas aos efeitos do sarin após a seita Aum Shinrikyo (Verdade Suprema) ter lançado o gás em 5 estações de metrô durante os coordenados ataques na hora do rush no dia 20 de março de 1995.

Treze membros do Aum, incluindo o líder Shoko Asahara, continuam no corredor da morte, enquanto outros estão cumprindo pena de prisão. O último fugitivo foi preso em 2012.

Cinco adeptos, dentre eles um médico experiente e vários físicos, lançaram pacotes com gás sarin em trens lotados, perfurando-os com as pontas afiadas de guarda-chuvas, antes de serem conduzidos a partir de uma estação pré-determinada pelos seus co-conspiradores.

Ataque com gás sarin: 20 de março de 1995 (Reprodução: Youtube/Council on Foreign Relations)

O gás nervoso, tão tóxico que uma única dose pode matar uma pessoa, evaporou nos minutos seguintes enquanto milhares de passageiros despercebidos entravam e desciam de cada trem.

Funcionários e passageiros estavam entre as vítimas fatais. Muitos dos que adoeceram só se deram conta do que tinha acontecido após os sintomas terem piorado com o passar do dia e as notícias serem divulgadas na mídia.

Promotores disseram que o ataque foi lançado porque a seita queria interromper as tentativas da polícia em acabar com o grupo e provocar o caos em Tóquio para realizar uma guerra apocalíptica.

Fonte: Japan Today
Imagem: Reprodução/YouTube

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Estátua de porco com órgão genital saliente irrita vereadora em cidade no Japão

Publicado em 20 de março de 2017, em Comportamento

Órgãos genitais de uma estátua de porco está causando polêmica em uma cidade no Japão. Entenda o caso.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A estátua foi erguida na frente da Prefeitura de Nago em 2016 (Imagem: Okinawa Times)

Uma vereadora apresentou uma queixa junto ao conselho da cidade em nome dos cidadãos por causa de uma estátua de porco erguida no ano passado em frente à Prefeitura de Nago (Okinawa) que destaca amplamente os testículos do animal, divulgou o Okinawa Times em 14 de março.

Publicidade

Na segunda-feira passada (14), a vereadora da cidade de Nago, Kumiko Onaga, apresentou a queixa em nome dos membros do grupo de membros sobre a estátua adjacente à prefeitura situada perto da Rota Nacional 58.

Como parte dos esforços para promover a área local, um comitê de planejamento, juntamente com criadores da raça de porco Agu, nativa de Okinawa, trabalharam juntos para erguer a estátua fazendo com que ela ficasse de frente aos turistas que viajam em direção norte ao longo a rodovia.

Entretanto, se vista por trás, os visitantes são recebidos pela ampla exposição dos genitais do animal que, de acordo com os reclamantes, é desagradável.

Onaga solicitou que a estátua de porco seja redirecionada e que os genitais sejam removidos, mas a cidade respondeu que “reclamação alguma foi recebida”. A estátua também “não pode ser mudada porque já está fixada” e que “reformar formaria uma cavidade”, disse a cidade.

“Lar do Agu”

Onaga ressaltou que mulheres não participaram do comitê de planejamento para a estátua. “As mulheres têm opiniões diferentes e sensibilidades”, disse a vereadora.

A cidade ergueu a estátua, cerca de 3 vezes maior que o tamanho médio de um porco, em setembro de 2016 para marcar a área como o “Lar do Agu” após seu ressurgimento.

Fonte: Tokyo Reporter
Imagem: Okinawa Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância