Coreia do Norte e seus mísseis balísticos: conheça o alcance de cada um

Conheça os mísseis balísticos da Coreia do Norte e o alcance de cada um deles no mundo, incluindo o Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

lançamento de míssil pelo mar (Kitachousen.net)

O clima de tensão pelo mundo continua, apesar da Coreia do Norte não ter realizado nenhum teste nuclear em 25 deste mês como era esperado.

Publicidade

A BBC publicou uma matéria contando a história militar da Coreia do Norte, antes de 25 deste mês. Nessa matéria mostrou para o mundo os tipos de mísseis balísticos do país, incluindo o intercontinental.

Esta matéria é um resumo, apenas para mostrar os tipos de mísseis desenvolvidos pelos norte-coreanos e o alcance de cada um deles.

Segundo a matéria, a origem dos atuais mísseis teria sido em “1.979, quando o então presidente egípcio Anwar Sadat transferiu um pequeno número de mísseis soviéticos para a Coreia do Norte como parte de um acordo mais amplo para cooperar na tecnologia de mísseis.”

Em seguida, usou a engenharia reversa do Scud para construir seus próprios, os chamados Hwasong-6 e Hwasong-7.I. Atualmente, do Scud o país criou o Nodong.

Foram realizados 6 testes com o Nodong e o único que obteve sucesso foi o de junho de 2.016, segundo a BBC.

Confira na imagem abaixo os tipos de mísseis. Os 4 primeiros da esquerda para a direita, são os já testados. Os dois da direita estariam em desenvolvimento. Compare o tamanho deles em relação à ilustração de um ser humano ao lado (dir.), na imagem.

Mísseis submarinos e com capacidade nuclear?

“Mais recentemente, a Coreia do Norte usou a engenharia reversa do soviético R-27 para ser lançado por submarino (SLBM) para um míssil móvel na estrada que pode atingir as forças americanas no Guam”, revela.

A Coreia do Norte usa esses mísseis móveis para transportá-los por todo o país. Os caminhões usados para o transporte podem escondê-los em túneis, armazéns ou cavernas, o que dificulta detectá-los.

Além disso, o país investe em mísseis que possam ser lançados da água, conhecidos como  Pukguksong.

Desde abril do ano passado a Coreia do Norte começou a fazer testes SLBM cada vez mais bem sucedidos. Usando uma plataforma submarina, engenheiros norte-coreanos foram capazes de alcançar lançamento bem sucedido do míssil. Segundo a matéria, nesses testes teriam usado combustível sólido em vez do líquido.

De acordo com a matéria, esses mísseis, provavelmente, têm capacidade nuclear.

Veja na ilustração abaixo o alcance desses mísseis. Os números mostram os tipos e seus respectivos alcances. As linhas verdes demonstram o alcance dos já testados. A linha vermelha mostra o possível alcance dos mísseis intercontinentais em desenvolvimento ou ainda não testados.

Para ler a matéria completa, em inglês, clique aqui. Para ler a mesma matéria em japonês, clique aqui.

Fontes: BBC e Blogos
Imagens: BBC e Kitachousen.net

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Coreia do Norte disparou míssil e Japão entra em alerta

Publicado em 29 de agosto de 2017, em Sociedade

Coreia do Norte dispara mais um míssil, o qual sobrevoou o Japão e caiu no mar. Criou um clima de tensão jamais visto no país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Coreia do Norte disparou novamente um míssil, que desta vez atravessou a região norte do Japão. O governo japonês emitiu um alerta de evacuação para os cidadãos. Nesta manhã de terça-feira, por volta das 5h58, residentes das províncias de Hokkaido, Aomori, Iwate, Miyagi, Akita, Yamagata, Fukushima, Ibaraki, Tochigi, Gunma e Niigata receberam mensagem do J-Alert.

Publicidade

Mensagem enviada pelo sistema J-Alert para os residentes das províncias do norte do Japão

O sistema de alerta do Japão foi acionado, informando aos cidadãos no norte do país para tomarem precauções em relação ao míssil que estava seguindo em direção ao mar. A tensão em relação à postura militar de Kim Jong-un instalou-se no país.

O míssil passou o território japonês e depois caiu no mar. Voou por cerca de 2.700km subindo até cerca de 550km, disseram autoridades sul-coreanas. O Pentágono confirmou o lançamento.

A NHK informou que o governo japonês emitiu alerta de que um míssil norte-coreano estava indo para a região de Tohoku, no extremo norte do país. A NHK também informou que o Japão não tomou nenhuma ação para derrubar o míssil.

A emissora japonesa informou que o míssil norte-coreano quebrou em três partes e caiu no mar, após atravessar o território japonês, às 6h12.

Shinzo Abe disse que o míssil foi uma ameaça sem precedentes, gravíssima para o Japão. O primeiro-ministro japonês informou que irá dialogar com as Nações Unidas pressionarem Pyongyang, capital da Coreia do Norte.

Mais informações em breve.

Fontes: The Telegraph e CNBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância