O jardim japonês de 172 anos para a era digital

A maioria dos visitantes desse jardim são atraídos pelas azaleias e rica história, contudo, nos últimos verões, houve outra razão para conhecê-lo: a computação gráfica.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Computação gráfica é projetada na superfície de um lago no Mifuneyama Rakuen – parte de uma exibição intitulada “Uma Floresta onde moram os Deuses” (TeamLab/Mifuneyama Garden)

A maioria dos visitantes do Mifuneyama Rakuen são atraídos pelas cerca de 200.000 azaleias e rica história. Contudo, para os últimos verões, houve outra razão para dar uma passadinha no jardim: a computação gráfica.

Publicidade

Em uma exibição noturna chamada de “A Forest Where Gods Live (Uma Floresta onde Moram os Deuses em tradução livre), projeções de alta tecnologia são lançadas nas rochas, lago e árvores, acompanhadas por música e efeitos sonoros. A mistura de mágica digital e cenário natural é organizada pelo TeamLab, uma coletiva criativa com sede em Tóquio.

O jardim está localizado na cidade de Takeo (Saga). Criado em 1845 por um lorde de Takeo, ele se estende na base do Monte Mifune. Além das azaleias, seus créditos para fama incluem um canforeiro de 3.000 anos e uma caverna no lado montanhoso. Estátuas budistas esculpidas há cerca de 1.300 anos pontilham o parque.

Assista ao vídeo:

Em uma noite recente, uma cachoeira apareceu acima de uma rocha de 3 metros de altura entre as árvores. Uma cascata branca mostrava toda sua beleza, o produto de computação gráfica baseado na análise da superfície irregular da rocha. A TeamLab chamou isso de “Universo das Partículas de Água sobre uma Rocha Sagrada”, um dos 14 trabalhos digitais de arte que visam complementar a paisagem. A exibição da cascata até simula a interação entre quedas individuais, criando traços realísticos e delicados na superfície rochosa.

A exibição será realizada no horário entre as 19h30 e 22h30 diariamente até o dia 9 de outubro.

“Objetos materiais criados pelos humanos geralmente entram em conflito com a natureza, mas as criações digitais são uma história diferente, visto que elas não existem no mundo material”, disse o presidente da TeamLab. Isso torna possível criar arte ou espaços que tiram vantagem do poder da natureza sem alterá-la”.

Informações sobre a exibição noturna:

Local: Mifuneyama Rakuen (御船山楽園)
Para mais detalhes: Mifuneyama Rakuen (em japonês e inglês)
Mais detalhes veja aqui
Localização, veja aqui

Fonte: Nikkei
Imagem: Mifuneyama Garden

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão investe em tecnologia para redes móveis e acelera para a era 5G

Publicado em 29 de agosto de 2017, em Tecnologia

O governo trabalha para desenvolver melhor tecnologia de fibra ótica para atender a exigente demanda de transmissão de dados das redes móveis da próxima geração 5G.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A atualização de infraestrutura de rede do Japão poderia custar mais de 5 trilhões de ienes, de acordo com uma fonte do governo (Nikkei/Reuters)

Japão melhora tecnologia de fibra ótica para atender a demanda por conexões mais rápidas.

Publicidade

Para atender a exigente demanda de transmissão de dados das redes móveis da próxima geração 5G, o governo japonês está se movendo para desenvolver melhor tecnologia de fibra ótica e outras para dar suporte à crescente busca por conexões mais rápidas.

As novas redes vão alcançar velocidade de 10 gigabites, 10 a 100 vezes os níveis atuais. Com a disseminação da “internet das coisas” e crescente fluxo de vídeos em alta resolução 4K, a exigida banda larga poderá crescer 1.000 vezes até o final do ano 2020.

Para suportar a demanda, o Instituto Nacional de Informação e Tecnologia de Comunicações conduzirá uma pesquisa sobre tecnologia de fibra ótica e também trabalhará com fabricantes de eletrônicos, além de outras parceiras do setor privado, para reforçar a capacidade de transmissão de fibra ótica.

O governo também está considerando arcar com uma parte do custo para atualizar a infraestrutura de fibra para versões mais rápidas.

Tais empresas como as unidades da Nippon Telegraph & Telephone vêm sendo amplamente responsáveis pela instalação de redes de telecomunicações do Japão até o momento. Contudo, substituir equipamentos em todo o país “poderia custar 5 trilhões de ienes”, de acordo com uma fonte do governo. Alguns no setor privado estão pedindo por assistência pública para ajudar a cobrir os custos.

Fonte e imagem: Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância