Inspeções de automóveis de fábrica da Subaru eram feitas por funcionários sem qualificação

A fábrica de Gunma da Subaru deixava funcionários sem qualificação realizarem inspeções de veículos, segundo os responsáveis.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mídias nacionais noticiaram as inspeções de carros por funcionários sem qualificação em fábrica nacional da Subaru. (Asahi Shimbun/Reprodução)

A fábrica de Gunma da Subaru permitia que funcionários sem qualificação realizassem inspeções (kensa) completas de automóveis novos antes da entrega, infringindo os regulamentos nacionais. O caso foi divulgado nesta sexta-feira (27) por diversas fontes relacionadas.

Publicidade

Desde o caso de inspeções por pessoas sem qualificação nas fábricas da Nissan, este é o segundo incidente.

Segundo os responsáveis, funcionários ainda em estágio foram encarregados pela inspeção completa de veículos com o intuito de ajudá-los a adquirir a qualificação. As inspeções completas da segurança de carros novos devem ser realizadas por pessoas qualificadas, conforme a constituição.

A Subaru informará detalhadamente o caso para o MLIT-Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo em breve. A empresa está analisando se será necessário realizar o recall dos veículos que já foram vendidos.

Com esses incidentes da Nissan e Subaru, especula-se que o controle de qualidade das automobilísticas vire assunto para discussões.

A Subaru ainda não se pronunciou, segundo o Asahi Shimbun.

Fonte: NHK News, Nikkei Shimbun e Asahi Shimbun

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

EUA impõem novas sanções à Coreia do Norte

Publicado em 27 de outubro de 2017, em Ásia

As sanções afetam indivíduos e entidades ligadas à Coreia do Norte após um novo relatório do Departamento de Estado sobre abusos de direitos humanos pelo regime de Kim Jong-un.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos emitiu na quinta-feira (26) sanções sobre sete indivíduos e três entidades ligadas à Coreia do Norte (na imagem acima, o líder Kim Jong-un – NHk/reprodução)

O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos emitiu na quinta-feira (26) sanções sobre sete indivíduos e três entidades ligadas à Coreia do Norte após um novo relatório do Departamento de Estado sobre abusos de direitos humanos pelo regime de Kim Jong-un.

Publicidade

As sanções congelam qualquer propriedade ou interesse em propriedade dentro da jurisdição dos EUA e proíbe de forma geral quaisquer transações por cidadãos americanos com qualquer dos indivíduos ou grupos sancionados. Dentre as entidades sancionadas estão o governo da Coreia do Norte e o Partido dos Trabalhadores da Coreia.

“Regime brutal que continua se engajando em graves abusos de direitos humanos”

“A Coreia do Norte é administrada por um regime brutal que continua se engajando em graves abusos de direitos humanos. Estamos preocupados principalmente com o exército norte-coreano, que opera como polícia secreta, punindo todas as formas de divergência. Além disso, o exército opera fora da Coreia do Norte para caçar requerentes de asilo, os detém brutalmente e leva os cidadãos norte-coreanos à força de volta ao regime,” disse o Secretário do Tesouro Steven Mnuchin.

“As sanções de hoje visam as forças armadas norte-coreanas e oficiais do regime engajados em abusos flagrantes de direitos humanos. Estamos também visando facilitadores financeiros norte-coreanos que tentam manter o regime flutuante com moeda estrangeira obtida através de operações de trabalho forçado.”

Diplomatas, encarregados da segurança militar e funcionários de empresas de construção de propriedade do estado

As partes recém sancionadas incluem diplomatas norte-coreanos, encarregados da segurança militar e funcionários de empresas de construção de propriedade do estado.

De acordo com o Controle de Ativos Externos do Escritório de Tesouro, o Comando de Segurança Militar da Coreia do Norte e dois de seus oficiais de alto nível, Jo Kyong-Chol e Sin Yong Il, serão colocados sob sanção, assim como Ri Thae Chol, o vice-primeiro-ministro do Ministério da Segurança da População do país.

Os diplomatas sendo sancionados são Ku Sung Sop – o cônsul-geral em Shenyang, na China – e Kim Min Chol, que trabalha na embaixada norte-coreana no Vietnã.

As outras partes visadas estão ligadas a um sistema de empresas de construção norte-coreanas que exportam mão de obra para outros países, geralmente para trabalhar em condições de escravidão, disseram os Estados Unidos. O Departamento de Construção Externa da Coreia do Norte e seu diretor, Kim Kang Jim, serão sancionados, assim como a Companhia de Construção no Exterior Ch’olhyo’.

Em setembro, o Departamento de Tesouro anunciou sanções contra oito bancos norte-coreanos e 26 pessoas ligadas às redes financeiras do país. As ações ocorrem enquanto os Estados Unidos pressionam a Coreia do Norte para que ela abandone seus testes de armas nucleares e lançamentos de mísseis.

Fonte: CNBC
Imagem: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância