Plantões do Banco do Brasil em novembro/2017

Plantões (atendimento móvel) serão realizado em diversas cidades pelo Japão. Confira as datas e os locais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Publicidade

Confira os locais e plantões do Banco do Brasil em novembro/2017.

O Banco do Brasil realizará uma série de plantões (atendimento móvel) em diversas cidades pelo Japão. O objetivo e auxiliar pessoas que têm dificuldade para se deslocar até uma das unidades do Banco do Brasil levando o atendimento do banco até locais próximos aos clientes.

Em cada plantão é possível realizar praticamente todas as operações que são feitas normalmente no banco, e os presentes podem tirar dúvidas dos serviços oferecidos (veja as observações abaixo).

Serão realizados plantões em Aichi, Fukui, Gifu, Gunma, Hiroshima, Hyogo, Ibaraki, Kanagawa, Nagano, Okayma, Saitama, Shizuoka, Tochigi e Yamanashi. 

[efsbutton style=”radius” size=”large” color_class=”alert” icon=”fi-alert” align=”left” type=”link” target=”_blank” title=”Veja os locais de plantão clicando aqui” link=”http://www.bb.com.br/docs/pub/atend/toquio/dwn/11Plant17PT.pdf”]

Observações importantes:

No BB Móvel e nos Plantões não são realizadas operações com dinheiro em espécie. Os locais e datas programados podem sofrer alterações.

Para informações adicionais, por favor, entre em contato com a Central de Atendimento 24h pelo free-dial 0120-09-5595 ou compareça a uma das unidades do Banco do Brasil.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Indústria tem 70% dos recursos humanos estrangeiros e conta seu segredo

Publicado em 23 de outubro de 2017, em Economia

Com 70% dos funcionários estrangeiros, incluindo brasileiros, contratados diretos, industriário conta o segredo para ser top no segmento com seus recursos humanos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Funcionário de Mali é um dos estrangeiros que trabalha na indústria em Kanagawa, contribuindo para a tecnologia de ponta (Asahi)

O jornal Asahi fez matéria com uma indústria de pequeno porte, com tecnologia de ponta no que faz. Os funcionários são contratados direto pela indústria e eles são maioria – 70%.

Publicidade

A Akahara Seisakusho, em Zama (Kanagawa), tem história de mais de meio século. Apesar de não ser de grande porte, tem tecnologia de ponta quando se trata de placas de metal. Na sua web page explica que uma chapa metálica ou de aço inox, de 6 metros pode ser dobrada e cortada. A indústria Akahara lida com chapas de 500 toneladas. Corta, dobra e realiza processamentos a laser.

Tem clientes que confiam na perfeição do trabalho executado por ela. Para garantir tudo isso, tem na linha 50 funcionários, dos quais 70% são estrangeiros. Eles vieram do Brasil, Peru, Vietnã ou Mali. E são todos contratados como “seishain”. Ou seja, como empregados regulares, de período integral.

“Olho para a personalidade, independente da sua nacionalidade”

Soichiro Akahara, 47, presidente da indústria, foi entrevistado. “Temos que dar continuidade à tecnologia, independente da nacionalidade. Caso contrário, o Japão não conseguirá seguir em frente”, explicou.

O presidente coloca energia para ser o top do segmento industrial de precisão no corte e na curvatura de chapas de metal de grande porte. Também se inclui o tempo de entrega, com rapidez e pontualidade.

Questionado sobre o segredo para lidar com falta de mão de obra e de recursos humanos talentosos, ele foi claro. “Eu olho para a personalidade, independente da sua nacionalidade. E também, não fazer discriminação no tratamento”, pontuou.

“Trabalhar com tranquilidade e por longos anos”

Os trabalhadores estrangeiros ultrapassaram a casa de um milhão de pessoas no Japão. Cerca de 30% deles trabalham como operários nas indústrias. Questionado sobre a importância deles, ele responde.

“Temos muito o que aprender com o espírito guerreiro deles. Gostaria que fosse desenvolvida uma política para que eles possam trabalhar com tranquilidade e por longos anos”, opinou.

Brasileiros que se tornaram recursos humanos importantes

Na web page, a indústria apresenta alguns dos seus funcionários, responsáveis por seus respectivos trabalhos. Dentre eles, o brasileiro Fabiano Rodrigo Dos Santos Soares, operador do equipamento de dobra deu seu depoimento. “É um local que vê o meu esforço o leva em consideração”, relata.

Lauro César Sato, da solda, destaca os eventos da empresa, além de ter a expectativa de se esforçar para aprender outros trabalhos e se responsabilizar por eles.

Soares à esq. e Sato à dir. são contratados diretos e cada um desenvolveu habilidades talentosas dentro da indústria (HP)

Fontes e fotos: Asahi e web page

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância