Vitória de Shinzo Abe é bem recebida por lobbies empresariais

As organizações de negócios esperam que a vitória da coalizão se traduzam em um novo momento para abordar o crescimento econômico e outros desafios.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Partido Liberal Democrático do primeiro-ministro Shinzo Abe e o parceiro de coligação Komeito pareceram assegurar a maioria de dois terços na câmara baixa

As organizações de negócios líderes do Japão demonstraram esperança de que a vitória da dominante coalizão nas votações de domingo (22) vão se traduzir em um novo momento para abordar o crescimento econômico e outros desafios.

Publicidade

O Partido Liberal Democrata (PLD) do primeiro-ministro Shinzo Abe e o parceiro de coalizão Komeito pareceram assegurar a maioria de dois terços na câmara baixa, dando a seu governo uma base sólida a partir da qual reforçará uma agenda pró-business.

O resultado da eleição “significa que as expectativas das pessoas que aceleraram a Abenomics, a resposta ao problema da Coreia do Norte e outras políticas serão realizadas com força maior,” disse em uma declaração Sadayuki Sakakibara, presidente da Federação de Negócios do Japão da maioria das grandes corporações.

O presidente do Keidanren, Sadayuki Sakakibara, fala durante uma cerimônia para o aniversário de 60 anos do dominante Partido Liberal Democrático em Tóquio (Reuters via Nikkei)

Os itens da agenda principal para o governo de Abe devem incluir combater a deflação, promover uma recuperação econômica e estabelecer um curso para o produto interno bruto (PIB) atingir 600 trilhões de ienes ($5,28 trilhões), disse ele.

Keidanren, como o lobby de negócios também é conhecido, quer que o governo aborde a segurança social, consolidação fiscal e questões relacionadas à energia e demografia, de acordo com Sakakibara.

A Câmara do Comércio e Indústria do Japão (JCCI), que representa pequenas e médias empresas, e a Associação do Japão de Executivos Corporativos, ou Keizai Doyukai, também divulgaram declarações saudando a perspectiva de estabilidade política.

O presidente da JCCI, Akiko Mimura, pediu por ação, dizendo que “o partido dominante deveria trabalhar na superação da escassez de mão de obra e realizar melhorias na produtividade.”

“Espero que o partido dominante construa uma fundação econômica robusta ao realizar reformas estruturais,” disse ele.

Contudo, mesmo que o Keidanren e o JCCI tenham oferecido seu apoio e cooperação total, O Keizai Doyukai se distanciou um pouco do governo.

O presidente da Keizai Doyukai, Yoshimitsu Kobayashi, pediu mais discussões entre os campos dominantes e da oposição, chamando a eleição de “vaga” sobre pelo que os partidos estavam lutando.

Sobre a modificação da constituição da renúncia de guerra, Kobayashi disse que gostaria de ver um debate completo em uma maneira visível ao público geral.”

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Navio estrangeiro é danificado pelo tufão

Publicado em 23 de outubro de 2017, em Sociedade

O navio cargueiro da República Togolesa sofreu danos por conta do tufão número 21. A tripulação estrangeira se salvou.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Marinheiros russos se salvaram depois da colisão do navio cargueiro Real, em Toyama (Mainichi)

Um navio cargueiro da República Togolesa estava ancorado no Porto Fushiki, em Toyama. Por causa do tufão gigante, número 21, a força da ventania fez com que as cordas que prendiam o navio se rompessem. O navio se afastou e chocou contra os blocos do quebra-mar.

Publicidade

Por volta da 00h53 desta segunda-feira, foi acionado o socorro marítimo através do 118. De acordo com a Divisão de Segurança Marítima, os 19 tripulantes, todos de nacionalidade russa, se salvaram.

O navio Real, de 1.798 toneladas, da República Togolesa, chegou em 20 deste mês para carregar automóveis usados e iria para Rússia. A previsão era de deixar o porto em 27 deste mês.

Tripulação salva

Com a forte tempestade de vento trazida pelo tufão, as cordas que o seguravam no porto se romperam e ele se deslocou. Chocou-se contra a os blocos do quebra-mar.

Nessa ocasião o navio se inclinou e sua casa de máquinas foi atingida. Com a inundação da casa das máquinas ele não pôde mais se mover.

Dezoito dos 19 marinheiros se salvaram por conta própria. Eles nadaram até a costa, onde foram resgatados. Apenas um deles que machucou o pé e precisou da ajuda da Guarda Costeira.

Assim, pouco depois das 5h desta segunda-feira, foi encerrado o trabalho de resgate dos tripulantes.

Com o acidente formou-se uma camada de filme de óleo sobre as águas do mar.

Navio cargueiro teve as cordas arrebentadas pela força da ventania do tufão e se chocou contra o quebra-mar (Sankei)

Fontes: Sankei, NHK e Mainichi
Fotos: Sankei e Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância