Mulher morre após ficar 15 anos confinada em quarto

Os pais da mulher admitiram ter confinado a filha por 15 anos. Segundo a polícia, seu estado era de extrema desnutrição, pesando somente 19 quilos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O pai, Yasutaka Kakimoto, de 55 anos, e a mãe, Yukari Kakimoto, de 53, relataram a morte da filha à polícia no sábado e foram presos (TBS News /reprodução)

Um homem e uma mulher que foram presos após a morte da filha de 33 anos confessaram que a confinaram em um pequeno quarto por cerca de 15 anos em razão de uma doença mental que a tornou violenta, informou a polícia na segunda-feira (25).

Publicidade

Segundo a polícia, uma autópsia mostrou que a mulher, Airi Kakimoto, cujo corpo foi recolhido no sábado (23) da residência em Neyagawa na província de Osaka, morreu de frio e seu estado era de extrema desnutrição, pesando somente 19 quilos e com 1,45 metros de altura.

O pai, Yasutaka Kakimoto, de 55 anos, e a mãe, Yukari Kakimoto, de 53, relataram a morte da filha à polícia no sábado e foram presos por acusações iniciais de eliminação ilegal de um corpo.

Acredita-se que a mulher tenha morrido em 18 de dezembro.

O casal admitiu para os investigadores que eles haviam mantido a filha em um quarto de três metros quadrados desde quando ela tinha 16 ou 17 anos, segundo fontes.

Os pais teriam dito à polícia que recentemente estavam alimentando a filha somente uma vez ao dia.

De acordo com a polícia, o casal Kakimoto reformou a casa para instalar o pequeno quarto equipado com uma porta dupla que podia ser trancada somente pelo lado de fora, além de uma câmera de monitoramento.

Dentro do quarto sem aquecimento, havia um banheiro improvisado e um tubo projetado para permitir que a mulher bebesse água de um tanque instalado do lado de fora.

Fonte: Mainichi
Imagem: TBS News

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mulher é presa por ter invadido casa de Youtuber japonês famoso

Publicado em 26 de dezembro de 2017, em Comportamento

A mulher stalker invadiu a casa do Youtuber “Hajime Shacho”.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Hajime Shacho é Youtuber com mais inscritos no Japão (Imagem/Reprodução: Wikimedia Commons)

Hanako Tabata, 29, funcionária de empreiteira, residente em Ichikawa (Chiba), foi presa pela suspeita de atos “stalker”. Segundo as autoridades, Tabata arrombou a porta da casa do Youtuber japonês “Hajime Shacho” por volta das 4h do dia 25, e invadiu a casa.

Publicidade

Hajime Shacho é um criador de conteúdo no Youtube bastante famoso entre os jovens. Os policiais acreditam que Tabata era fã do Youtuber e acabou se apaixonando por ele. “Tínhamos um compromisso de nos encontrarmos”, argumentou Tabata. Contudo, o Youtuber falou que não tinha nenhum compromisso com a mulher.

Essa não é a primeira vez que casos como este acontecem. No dia dos namorados deste ano uma outra mulher foi presa por ter importunado outro Youtuber.

Tabata nega as suspeitas.

Fonte: ANN News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância