Shizuoka constata aumento de pessoas que se mudaram para lá

Foi o maior número em 9 anos e atribui-se aos trabalhadores estrangeiros que encontraram vagas na província.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Hamamatsu é a cidade que mais recebeu pessoas de outras províncias, principalmente trabalhadores estrangeiros (Life Hacker)

No período de um ano, entre outubro de 2016 a setembro de 2017 quase 150 mil pessoas se mudaram para a província de Shizuoka, ultrapassando o índice das que saíram de lá.  

Publicidade

Foram 148.336 que entraram, 112 a mais do que as que deixaram a província.  O número de entradas foi maior do que o de saída, em 9 anos. Foram os trabalhadores estrangeiros que contribuíram para esse aumento, avaliou a província.

A população de Shizuoka é de 3,673 milhões de pessoas, em outubro do ano passado, com redução de 13 mil em relação ao ano anterior. No entanto, o número de estrangeiros aumentou em 5.738 pessoas.

As cidades que mais receberam pessoas vindas de outras províncias foram Hamamatsu, Iwata e Atami, todas com saldo positivo em relação às saídas. 

Fonte: Mainichi 
Foto ilustrativa: Life Hacker

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Lojas da H&M são vandalizadas após polêmica com racismo em anúncio

Publicado em 15 de janeiro de 2018, em Notícias do Mundo

O anúncio mostra uma criança negra usando um agasalho com o slogan “ o macaco mais legal na floresta” e foi retirado após acusações de racismo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Manifestantes em frente a uma das lojas da H&M (Reuters/reprodução)

Pessoas enfurecidas por um anúncio desenvolvido pela empresa mundial sueca de moda H&M vandalizaram várias lojas da companhia na África do Sul.

Publicidade

O anúncio mostra uma criança negra usando um agasalho com o slogan “ o macaco mais legal na floresta”. Ele foi retirado após acusações de racismo.

Um grupo da oposição, o EFF – Economic Freedom Fighters, incitou protestos no sábado (13).

Defensores invadiram lojas da H&M em Johanesburgo e outra cidades. Imagens de vídeo mostram os manifestantes causando danos em algumas das lojas.

A H&M se desculpou pelo anúncio, mas a EFF disse que o racismo não pode ser mais perdoado com um pedido de desculpas.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também foi criticado por supostamente ter descrito as nações africanas e o Haiti como “países de merda”.

Fonte: NHK
Imagem: Vídeo Agência Reuters

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância