Superávit de ¥9 trilhões na balança comercial da região Chubu

O determinante foi o volume de exportação de peças automotivas, o maior desde 1979. Isso demonstra economia aquecida em Chubu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Superávit em 2017 é motivo para comemoração das indústrias de peças e automotivas de Chubu (imagem ilustrativa)

A Alfândega de Nagoia anunciou na quinta-feira (25) os resultados das importações e exportações da região Chubu. O superávit superou  ¥9 trilhões de ienes.

Publicidade

A alfândega reúne informações das 5 províncias da região Chubu: Aichi, Gifu, Mie, Shizuoka e Nagano.

O volume de exportações foi bem superior ao das importações, apresentando um resultado positivo para a balança comercial, pelo terceiro ano consecutivo.

O ano de 2017 fechou com superávit de 9,157 trilhões de ienes, o que significa um aumento de 6,5% em relação ao ano anterior.

O volume de exportações aumentou em 8,5%, fechando com 18,317 trilhões de ienes. As exportações de autopeças foram as maiores já registradas em estatísticas desde 1979. Outros segmentos que colaboraram para esses números foram os veículos do tipo SUV exportados para a Europa, seguidos pelas lentes para smartphones e elevadores destinados à China. 

O volume de importação também aumentou em 10,7%, fechando com 9,16 trilhões de ienes. O motivo foi o aumento dos preços do petróleo bruto e do gás natural.

Os números da balança comercial de Chubu mostram que as indústrias, especialmente as automotivas e de peças, são as que mais vem contribuindo para o aumento.

Fonte: Sankei
Imagem ilustrativa

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Neve pesada continuará afetando áreas na costa do Mar do Japão

Publicado em 25 de janeiro de 2018, em Tempo

Segundo a agência meteorológica, haverá acúmulo de neve mesmo em partes do país que normalmente são afetadas por pouca neve.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Haverá acúmulo de neve mesmo em partes do país que normalmente são afetadas por pouca neve (ANN/reprodução)

Nevascas poderão continuar afetando partes do Japão até o sábado (27) devido a um sistema de alta pressão de inverno, informou a AMJ – Agência Meteorológica do Japão.

Publicidade

A AMJ pede em particular às pessoas que moram em áreas ao longo da costa do Mar do Japão que fiquem atentas às condições climáticas severas e estradas congeladas.

Ventos frios observados somente uma vez a cada vários anos têm sido registrados e haverá acúmulo de neve mesmo em partes do país que normalmente são afetadas por pouca neve.

Segundo a AMJ, a previsão era de 100cm de acúmulo de neve para a região Hokuriku ao longo da costa do Mar do Japão até as 18h desta quinta-feira (25), 70cm para a área Kanto-Koshin, 50cm para as regiões Kinki e Tokai e 40cm para Hokkaido e Chugoku. Ao longo do Mar do Japão, a AMJ prevê ventos com velocidades instantâneas de até 35m/s, enquanto a neve poderá continuar até sexta-feira (26).

A temperatura atingiu 31,3ºC negativos em Kimobetsu (Hokkaido) nesta quinta-feira – a mais baixa já registrada no Japão até agora neste inverno.

Fonte: Mainichi
Imagem: ANN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância