Japão é o país mais seguro para dar à luz, mostra relatório da UNICEF

A UNICEF cita o acesso universal a cuidados de saúde de qualidade como um fator contribuinte para reduzir as taxas de mortalidade infantil.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Em um novo relatório divulgado pela UNICEF, o Japão brilha como o país mais seguro do mundo para se ter um bebê (imagem ilustrativa)

O Japão brilha como o país mais seguro do mundo para se ter um bebê em um novo relatório divulgado pela UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância – o qual cita o acesso universal a cuidados de saúde de qualidade como um fator contribuinte para reduzir as taxas de mortalidade infantil.

Publicidade

O equivalente de 1 em 1.111 recém-nascidos no Japão morreu durante os primeiros 28 dias em 2016, segundo estimativa do relatório que cobriu 184 países. No Paquistão, o local menos seguro para dar à luz, 46 de 1.000 bebês não sobreviveram no primeiro mês.

“Muitas vezes as mortes ocorrem porque mães e seus bebês não têm acesso a cuidados de saúde de qualidade oferecidos por trabalhadores profissionais em instalações higiênicas e com recursos”, disse na terça-feira (20) a diretora executiva da UNICEF, Henrietta Fore, em um evento de lançamento para o relatório e da campanha Every Child Alive.

Países com alta renda tiveram taxas de mortalidade infantil significantemente baixas: uma média de 3 mortes por 1.000 nascidos vivos, contra 27 por 1.000 em países de baixa renda.

Contudo, o nível de renda não explica toda a história”, cita o relatório. Apesar de sua alta renda, os EUA tiveram uma taxa de mortalidade de recém-nascidos de 4 por 1.000, “somente um pouco melhor em relação àquelas de países com renda média baixa” como a Ucrânia e o Sri Lanka.

Japão, Singapura e Coreia do Sul, ficaram entre os 10 melhores lugares para dar à luz

Os resultados na Ásia foram mistos. Japão, Singapura e Coreia do Sul, ficaram entre os 10 melhores lugares para dar à luz, classificados por índice de mortalidade infantil. Contudo, Paquistão, Índia e Bangladesh estavam entre os 10 países com os maiores números de mortes de recém-nascidos.

Para o Japão e outros países com baixas taxas de mortalidade infantil, o relatório cita fortes sistemas de saúde com amplos números de trabalhadores altamente qualificados, infraestrutura bem desenvolvida, boas condições de higiene, educação sobre saúde pública e acesso universal garantido a cuidados de qualidade para todas as idades.

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Osaka receberá cúpula do G20 em 2019

Publicado em 21 de fevereiro de 2018, em Sociedade

O G20 é um grupo formado pelos ministros de finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo, mais a União Europeia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Reunião da Cúpula do G20 realizada em 2017 na Alemanha (Wikimedia/Presidential Press and Information Office)

O governo japonês decidiu realizar a Cúpula do Grupo dos 20 – G20 – em 2019 na província de Osaka. Essa será a primeira vez que o Japão sediará a reunião de cúpula.

Publicidade

Segundo divulgou a NHK, o governo tomou a decisão após conduzir uma pesquisa sobre municípios candidatos considerando fatores como capacidade de acomodar líderes e oficiais do exterior, além de questões de segurança.

Em 1995, Osaka sediou a cúpula da APEC.

O governo está planejando realizar a cúpula do G20 em Osaka entre o final de junho e o início de julho do próximo ano.

Oficiais do governo também estão considerando realizar uma reunião dos ministros das finanças e governadores do banco central do G20 na cidade de Fukuoka.

Nas reuniões de cúpula do G20, participam os líderes dos 19 países e da União Europeia. Nas reuniões de nível ministerial, participam os respectivos ministros das finanças e presidentes de bancos centrais.

Os países que compõem o G20 são Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Coreia do Sul, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos, além da União Europeia.

Fonte: NHK
Imagem: Wikimedia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância