Shinkansen atropelou uma pessoa

O condutor do shinkansen declarou que pensou ter sido uma ave e prosseguiu sem comunicar a empresa.

A rachadura foi provocada por um choque com corpo humano (Sankei e NHK)

Na quinta-feira (14) um trem-bala Nozomi 176, da linha Sanyo, teve que parar obrigatoriamente por ter sido descoberta uma rachadura na parte frontal do vagão de número 16.

Publicidade

Na estação Shin Shimonoseki (Yamaguchi), o shinkansen que iria para Tóquio, interrompeu a viagem para inspeção.

Como havia marca de sangue próxima à rachadura, a polícia está investigando o caso.

As autoridades policiais encontraram uma parte de um corpo humano na linha férrea, na altura de Yahata Nishi-ku, na cidade de Kitakyushu (Fukuoka) e também no shinkansen. Ao longo de 200 metros foram encontrados fragmentos de corpo humano, supostamente de mulher, partes do vestuário e calçados. O corpo ainda não foi identificado. Nem a JR nem a polícia ainda sabem como uma pessoa pode ter conseguido acesso à linha férrea.

Para a investigação do caso, a operação da linha Sanyo foi interrompida desde a noite de quinta-feira, no trecho entre as estações de Hakata a Hiroshima. A operação foi retomada a partir das 6h desta sexta-feira (15). Mais de mil passageiros passaram a noite dentro de um outro trem-bala usado como “hotel”.

Segundo declaração de um representante da JR West, o condutor teria ouvido um grande barulho mas pensou que tivesse sido uma ave que se chocou contra o trem-bala. Por isso, não comunicou a empresa e prosseguiu no percurso.

O atropelamento pode ter ocorrido dentro do túnel e as investigações prosseguem.

Fontes: ANN, NHK e Sankei 
Fotos: Sankei e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Fuji Xerox fechará fábrica na central do Japão

Publicado em 15 de junho de 2018, em Sociedade

A fábrica afetada fica em Kashiwasaki, na província de Niigata. O fechamento faz parte de um plano de reconstrução anunciado no final de janeiro.

Nenhuma decisão foi feita sobre o destino de outras bases de produção da Fuji Xerox no Japão

A Fuji Xerox Co. fechará sua fábrica de impressoras em Kashiwasaki (Niigata), na central do Japão, no final de março de 2019, de acordo com fontes informadas, divulgou o Jiji.

Publicidade

O fechamento faz parte de um plano de reconstrução anunciado pela empresa-mãe fabricante de impressoras com sede em Tóquio, a Fujifilm Holdings, no final de janeiro, que inclui uma redução de cerca de 10 mil funcionários, informaram as fontes na quarta-feira (13).

Esse é o primeiro fechamento de fábrica a ser implementado sob o plano de reestruturação.

A Fuji Xerox já notificou grupos locais preocupados com o fechamento.

A fábrica em Niigata que será fechada é operada pela Fuji Xerox Manufacturing Co., uma subsidiária de fabricação de equipamento para escritório da Fuji Xerox com sede em Ebina (Kanagawa).

As operações da fábrica, que produz impressoras de grande porte para catálogo e panfletos, serão transferidas para a unidade de Ebina.

Da mão de obra da fábrica em Niigata de aproximadamente 420, cerca de 260 funcionários regulares serão remanejados para a unidade de Ebina e outros locais. Enquanto isso, os contratos de cerca de 160 trabalhadores não regulares não serão renovados.

Nenhuma decisão foi feita sobre o destino de outras bases de produção da Fuji Xerox no Japão, informaram as fontes.

Fonte: Jiji
Imagem: Banco de imagens

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!