Um em cada 18 bebês no Japão nasceu por meio de fertilização in vitro

Um recorde de 447.790 fertilizações in vitro foram conduzidas em 2016 no Japão, resultando em 54.110 nascimentos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Programas de subsídio para o tratamento se tornaram mais conhecidos no país, visto que as pessoas estão optando casar mais tarde (imagem ilustrativa)

Um em cada 18 bebês nasceu através de tratamento de  fertilização in vitro (FIV) no Japão em 2016, mostrou uma pesquisa em 12 de setembro.

Publicidade

Ao analisar a tendência crescente de nascimentos por meio de FIV, especialistas dizem que programas de subsídio para o tratamento se tornaram mais conhecidos no país, visto que as pessoas estão optando casar mais tarde.

A pesquisa realizada pela Sociedade do Japão de Obstetrícia e Ginecologia descobriu que um recorde de 447.790 fertilizações in vitro foram conduzidas no ano reportado, resultando em 54.110 nascimentos, também um recorde e alta de 3.109 ante o ano anterior.

Subsídios para casais darem início ao tratamento

Desde 1983, quando o primeiro bebê nasceu por meio de FIV, o número total de crianças que veio ao mundo através do tratamento no país chegou a cerca de 530.000. A proporção de bebês FIV para todos os recém-nascidos, que situou-se a 1 em 97 no ano 2000, vem aumentando rapidamente nos últimos 10 anos.

O estado fornece subsídios para casais darem início ao tratamento de FIV, enquanto governos locais, incluindo o metropolitano de Tóquio, também realizam programas similares.

O auxílio financeiro do governo central pode ser recebido por mulheres com idade abaixo de 43 anos. O limite de idade é estabelecido porque o tratamento pode ter mais êxito para mulheres mais jovens.

Valores

Os subsídos estão disponíveis apenas para casais cuja renda total seja inferior a 7,3 milhões de ienes ($65.000).

Os tratamentos de FIV custam em torno de 300.000 a 500.000 ienes a cada vez.

“Com os programas de subsídio, o tratamento de FIV se tornou disponível mesmo para casais jovens que não tinham condições de realizá-los por causa das condições financeiras”, disse Osamu Ishihara, professor na Universidade Médica de Saitama que estava envolvido na realização da pesquisa.

A pesquisa também mostrou que 44.678 bebês nasceram através de FIV usando embriões ou óvulos congelados, contando por cerca de 80% de todos os nascimentos por meio de FIV em 2016.

O método ajuda as mulheres que, por exemplo, querem um bebê após tratamento de doenças como câncer.

Fonte: Mainichi
Imagem: Banco de imagens

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aeroporto de Kansai reabre pista que ficou inundada durante o tufão 21

Publicado em 14 de setembro de 2018, em Sociedade

Antes do desastre, a média de passageiros que usava o aeroporto era de aproximadamente 80.000 por dia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aeroporto de Kansai, inundado em 4 de setembro, após a passagem do tufão Jebi (NHK)

*informações atualizadas às 09h50 de 14 de setembro de 2018

O operador do Aeroporto Internacional de Kansai, a principal porta de entrada para a área oeste do Japão, reabriu nesta sexta-feira (14) sua pista que ficou fechada por 10 dias em decorrência da inundação causada no início deste mês pelo forte tufão Jebi, o Nº21.

Publicidade

O aeroporto que fica na província de Osaka retomou 40 voos domésticos e 80 internacionais, equivalente a cerca de 30% do nível antes da passagem do tufão.

Quando o tufão Jebi tocou o solo no oeste do Japão em 4 de setembro, uma das duas pistas do aeroporto e um prédio do terminal ficaram inundados, enquanto um navio-tanque colidiu com a ponte que conecta o complexo aeroportuário com a ilha principal, danificando metade de suas faixas e isolando cerca de 8.000 pessoas no aeroporto em um ponto.

Desde então, o aeroporto foi reaberto, mas apenas parcialmente.

O operador do aeroporto espera continuar aumentando o número de voos constantemente, restaurando o tráfego em cerca de 50% do normal até a próxima quinta-feira (20).

Na próxima sexta-feira (21), o operador do aeroporto visa reabrir a parte norte do prédio do terminal inundado. No mesmo dia, serviços de trem na ponte que foi danificada também poderão ser retomados, se nenhum outro dano for encontrado, de acordo com a empresa ferroviária.

O aeroporto de Kansai tem atraído um crescente número de passageiros estrangeiros nos últimos anos, principalmente da China, Coreia do Sul e outros países do Sudeste Asiático.

Antes do desastre, a média de passageiros que usava o aeroporto era de aproximadamente 80.000 por dia.

Fonte: Mainichi
Imagem: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância