Uma em cada cinco mulheres no Japão sofre de anorexia

O mais preocupante é que o número não exclui as mulheres grávidas. Dados indicam que a proporção de recém-nascidos com peso abaixo de 2,5Kg vem aumentando desde 1980.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

As estatísticas são alarmantes e o mais assustador é que o número não exclui as mulheres grávidas (imagem ilustrativa)

De acordo com um estudo publicado na Science, uma em cada cinco japonesas entre 20 e 30 anos é anoréxica ou está à beira de sofrer anorexia.

Publicidade

Enquanto as estatísticas possam ser preocupantes, o mais assustador é que o número não exclui as mulheres grávidas – e os dados do estudo indicam que a proporção de recém-nascidos com peso abaixo de 2,5Kg vem aumentando desde 1980.

A autora líder do estudo e epidemiologista no Centro Nacional do Japão para Saúde da Criança e Desenvolvimento, Naho Morisaki, está preocupada com o fato de como a atual situação poderia estar causando riscos na futura saúde pública para crianças que estão nascendo neste exato momento.

A população do Japão ainda tem uma alta expectativa de vida – a maior do mundo entre as mulheres, de acordo com um estudo publicado no British Medical Journal.

Contudo, recém-nascidos abaixo do peso são mais vulneráveis a diabetes e pressão alta mais tarde na vida – assim como um declínio na expectativa de vida, de acordo com a pesquisa de Morisaki.

As mulheres japonesas tentam engravidar sem ganhar peso

Em seu estudo, Morisaki olhou para o ideal deturpado e contraditório esperado das mulheres grávidas no Japão – uma mulher magra carregando um bebê saudável (ou mais pesado).

De acordo com um estudo realizado por um pesquisador da Cruz Vermelha do Hospital e Maternidade Katsushika, a recomendação de ganho de peso do governo japonês para grávidas é atualmente de apenas 9 a 12Kg, embora as orientações gerais da Faculdade Americana de Ginecologistas para ganho de peso durante a gravidez indique que uma mulher deveria ganhar de 11 a 15Kg.

Mesmo assim, uma pesquisa incluída dentro do estudo de Morisaki mostrou que as mulheres grávidas no Japão querem pesar ainda menos, na falsa esperança de um índice menor de complicações no nascimento e um retorno mais rápido ao peso original.

Atualmente o governo japonês está sob pressão para tomar ações já que, apesar do número alarmante de pessoas afetadas até agora, não houve mudança nas recomendações de peso para mulheres.

Fonte: Business Insider
Imagem: Banco de imagens

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Recorde de estrangeiros no Japão e aumento dos brasileiros

Publicado em 19 de setembro de 2018, em Comunidade

O número de estrangeiros residentes chegou a 2% da população do Japão. Os brasileiros estão em 5.º lugar com 197 mil pessoas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Recorde de residentes estrangeiros no Japão e aumento de brasileiros também (USDS)

O Ministério da Justiça informou na quarta-feira (19) os dados dos estrangeiros residentes no Japão, fechados em 30 de junho deste ano.

Publicidade

São 2.637.251 estrangeiros, de diversos países, recorde desde que o país começou a coletar os dados. Houve um aumento de 75.403 em 6 meses.

As maiores comunidades são:

  1. Chineses: 741.656
  2. Coreanos: 452.701
  3. Vietnamitas: 291.494
  4. Filipinos: 266.803
  5. Brasileiros: 196.781
  6. Nepaleses: 85.321

De 2012 a 2017, as maiores comunidades estrangeiras no Japão (Sankei)

Os brasileiros fazem parte da fatia de 7,5% de todos os estrangeiros, com crescimento de 2,8% em relação a 31 de dezembro do ano anterior.

Onde há mais estrangeiros

As maiores concentrações de estrangeiros residentes, trabalhadores e estudantes, ainda continuam sendo as principais províncias com ofertas de trabalho.

  1. Tóquio: 555.053
  2. Aichi: 251.823
  3. Osaka: 233.713
  4. Kanagawa: 211.913
  5. Saitama: 173.887

Aumento dos ilegais

O ministério informou também dados sobre o número de residentes ilegais no Japão. Até 1.º de julho, era de 69.346 pessoas, 4% superior aos dados de 1.º de janeiro.

Por nacionalidade, os maiores números de ilegais são da Coreia, seguido da China e Vietnã. A Indonésia aumentou em 31% e o Vietnã aumentou em 23%.

Fonte: governo Foto: USDS

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância