Imperador Naruhito e imperatriz Masako estão em visita a Aichi

Essa é a primeira viagem regional do casal imperial desde a ascensão ao trono em 1º de maio.

A província de Aichi é o local da primeira viagem regional do casal imperial, Naruhito e Masako, desde a ascensão ao trono em 1º de maio (NHK)

O imperador Naruhito e a imperatriz Masako estão visitando a província de Aichi, na central do Japão, para participar de uma cerimônia de plantio de árvores. É a primeira viagem regional do casal desde a ascensão ao trono em 1º de maio.

Publicidade

O casal imperial viajou de trem-bala e desembarcou na estação de Nagoia antes do meio- dia de sábado (1º). Eles sorriram e cumprimentaram várias pessoas perto da estação.

Eles então seguiram para a cidade de Ama e visitaram uma instalação que exibe louças esmaltadas. O governo japonês reconhece a Owari Shippo como artesanato tradicional.

Eles acenaram para as multidões pelas janelas quando o veículo onde estavam passou bem devagar.

O casal visitou exibições, incluindo um vaso de 1,5m com design de pássaros e flores. Ele foi exportado para a França por volta de 1900 e trazido de volta ao Japão há cerca de 30 anos.

O imperador Naruhito e a imperatriz Masako acompanharam estudantes do primário fazendo a louça Owari Shippo.

Neste domingo, 2 de junho, o casal participará de uma cerimônia de plantio de árvores que será realizada na cidade de Owariasashi.

Fonte: Aichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Estudo: ‘tsunami negro’ do terremoto Nankai poderia exceder a projeção do governo

Publicado em 2 de junho de 2019, em Sociedade

Um tsunami negro é aquele que contém sedimento do leito marinho, dentre outras coisas, e tem a probabilidade de ocorrer em locais como portos e fozes de rios.

Imagem mostra um ‘black tsunami’atingindo a cidade de Miyako, na província de Iwate, em março de 2011 (YouTube/William Castronuovo)

Um possível grande terremoto na fossa submarina Nankai Trough poderia causar um ‘black tsunami’(tsunami negro) na Baía de Tosa, na província de Kochi, que seria maior que uma projeção do governo, de acordo com um estudo realizado por um grupo de pesquisadores da Universidade de Tohoku, da Universidade de Kansai e de outras instituições.

Publicidade

No Grande Terremoto do Leste do Japão em 2011 afirma-se que um tsunami negro invadiu baías e fozes nas províncias de Miyagi e Iwate, e resultou em um dano maior que um tsunami comum poderia causar.

As descobertas citadas no estudo sobre o terremoto Nankai Trough, cujo foco poderia ser ao largo de áreas costeiras desde a região Tokai até Kyushu, provavelmente vão aumentar os apelos para intensificação de medidas contra desastres.

A equipe de pesquisa apresentou as descobertas na reunião deste ano da União de Geociência do Japão realizada em Chiba no dia 29 de maio.

Um tsunami negro é aquele que contém sedimento do leito marinho, dentre outras coisas, e tem a probabilidade de ocorrer em locais como portos e fozes de rios, onde se acumula sedimento. Tal tsunami é conhecido por ser mais pesado e destrutivo do que aquele que contém principalmente água do mar.

(Yomiuri)

Os pesquisadores, incluindo Kei Yamashita, professor associado de engenharia de tsunami na Universidade de Tohoku, calculou por computador a quantidade de sedimento contido no tsunami negro, com base em casos como um na Baía de Kesennuma (Miyagi), que foi atingida por um tsunami que chegou a 10 metros de altura no terremoto de março de 2011.

Após simular como o sedimento se moveria da Baía de Tosa no terremoto Nankai Trough, os pesquisadores descobriram que o sedimento, com até 10 metros em profundidade, seria arrastado para perto da foz do rio e atingiria a costa juntamente com o tsunami.

A remoção repentina de sedimento do leito oceânico tornaria efetivamente essas áreas mais profundas, permitindo que quantidades adicionais massivas de água do mar fluíssem para dentro, desta forma inchando o tsunami composto de água e sedimento e o deixando ainda maior.

De acordo com as simulações matemáticas da equipe de pesquisa, o tsunami está estimado em 13 metros de altura perto da foz do Monobegawa que passa por Nankoku e Konan na província de Kochi, e de cerca de 12 metros de altura perto da foz do Ni-yodogawa na cidade de Kochi, cerca de um metro mais alto do que uma projeção do governo. Teme-se que áreas centrais na cidade de Kochi possam sofrer mais danos do que o governo havia projetado.

“O sedimento no leito marinho foi descoberto em depósitos de terremotos passados na fossa de Nankai. O impacto de um tsunami negro deveria ser considerado”, disse Makoto Okamura, professor emérito de geologia de terremotos na Universidade de Kochi.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Empregos no Japão - HUMAN