Brasileiro é um dos companheiros do koban de Aichi

Ele mora em Iwakura e foi eleito como um dos integrantes do conselho da polícia para expressar opiniões e para ajudar a resolver questões da comunidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Chefe do koban de Iwakura e Douglas, o único estrangeiro de um conselho da polícia (Asahi)

No conjunto habitacional de Iwakura (Aichi), onde os residentes estrangeiros respondem por 30% dos moradores, existe um brasileiro que atua como “braço direito” dos policiais do koban. 

Publicidade

Ele também fica atento à segurança das comunidades estrangeiras e contribuiu para resolver casos. O ponto de partida foi uma experiência logo depois de sua chegada no Japão.

Em uma noite de março do ano passado o brasileiro Douglas Yuzo Giroto Yanai, 37, é da terceira geração ou chamada de sansei, foi abordado por um japonês. Ao vê-lo viu que tinha lembranças daquele rosto. “Com câncer não posso trabalhar”, teria dito o pedinte. E ele, com compaixão, deu-lhe uma nota de mil ienes.

Sua informação abriu uma investigação

Mas depois viu esse mesmo homem pedindo dinheiro a outros estrangeiros. “Você ainda faz isso? Me mostre sua carta de motorista”, disse Yanai. Assim tirou uma foto do documento com seu smartphone.

O brasileiro, eleito membro do Conselho de Cooperação ao Koban (交番連絡協議会), na tradução livre, apresentou a foto ao chefe do posto policial, Seiji Hamada, 52, explicando a situação.

Foi aberta investigação, a qual descobriu que aquele homem se passando por pedinte tinha um emprego regular como funcionário da empresa e repetiu o mesmo ato mais de dezenas de vezes. Foi preso por fraude.

Yanai se tornou uma presença indispensável à medida que os estrangeiros aumentam em Iwakura, muitos sem compreensão do idioma japonês.

Quem é Douglas Yuzo Giroto Yanai

Veio de São Paulo em 1995, com 12 anos na época. Conta que ingressou em uma escola ginasial de Komaki (Aichi), mas mal conseguia entender japonês. Relata que teve pânico durante a aula e saiu da classe várias vezes.

O quadro mudou depois que conheceu um garoto igualmente brasileiro, transferido para a mesma escola. Ele falava bem o idioma e o ajudava quando não compreendia o que o professor explicava. Depois das aulas o ensinou hiragana e katakana.

Ainda adolescente fez arubaito em uma casa de bolinhos onde se esforçou para atender os clientes japoneses e quando foi elogiado ganhou confiança para viver no Japão.

Por onde passei muitos me ajudaram e, por isso, quero fazer o mesmo

Em 2012 se mudou para o Iwakura Danchi. Os policiais o observavam quando deu bronca nos garotos sobre o telhado, onde não tem grade. Em 2018 foi escolhido para compor o conselho e até hoje é o único estrangeiro. 

A polícia local espera dele a atuação como ponte entre a polícia e a comunidade estrangeira. Serve de intérprete quando ocorre um acidente com um compatriota e também tem compartilhamento de informações em caso de incidentes familiares dos estrangeiros.

Yanai realiza essas tarefas voluntárias enquanto se dedica ao trabalho de motorista de caminhão. “Sinto que tem pessoas isoladas no danchi como eu já fui. Por onde passei muitos me ajudaram e, por isso, quero fazer o mesmo”, disse para a reportagem do jornal Asahi.

Que conselho é esse

O Conselho de Cooperação ao Koban foi criado para que as delegacias de polícia do Japão possam ouvir as opiniões dos residentes locais para o processamento das atividades dos homens da lei. 

Foi incluído na Lei de Polícia, revisada e aprovada em novembro de 2000, sendo promulgada em junho do ano seguinte. 

Os integrantes são selecionados e convidados para participarem na sua comunidade. Existem conselhos em 1.269 delegacias de polícia em todo o país e eles ajudam a resolver casos nas investigações.

Fontes: Asahi e Weblio

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

EUA e Coreia do Sul adiam exercícios militares em meio ao surto de coronavírus

Publicado em 27 de fevereiro de 2020, em Ásia

Casos de Covid-19 entre pessoal militar colocou milhares de tropas sul-coreanas em quarentena. Os EUA fecharam instalações em várias bases para deter a propagação do vírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Exercício miltares conjuntos adiados por causa do coronavírus (NHK)

As forças armadas sul-coreana e americana adiaram seus exercícios militares conjuntos por preocupações com o surto de coronavírus.

Publicidade

O anúncio feito na quinta-feira (27) ocorreu após a Coreia do Sul ter reportado 21 casos do Covid-19 em seu exército e os EUA um caso entre seus 28.500 membros das tropas na Coreia do Sul.

O anúncio foi feito pelo Estado Maior Conjunto da Coreia do Sul – JCS e as forças armadas dos EUA na Coreia do Sul.

Kim Jun-rak, porta-voz da JCS, disse que os aliados adiarão seus exercícios no primeiro semestre deste ano até novo aviso.

Kim disse que o chefe da JCS, Han-ki, primeiro propôs o adiamento dos exercícios por preocupações com a segurança de sul-coreanos e tropas dos EUA.

Ele disse que Robert Abrams, chefe das forças armadas dos EUA na Coreia do Sul, aceitou a proposta de Park após concordar com a gravidade do surto do vírus.

A Coreia do Sul disse na nesta quinta-feira que tinha mais de 1,5 mil casos de coronavírus, o segundo maior atrás da China.

Os casos entre pessoal militar colocou milhares de tropas sul-coreanas em quarentena. Os EUA fecharam instalações em várias bases para deter a propagação do vírus.

Fonte: Business Insider

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância