População se assusta com ‘chuva negra’ em Saitama

Diversos posts e reclamações sobre a ‘chuva negra’ em Saitama assustam a população mas há uma explicação aceitável.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Foto enviada para a FNN

A prefeitura de Hasuda (Saitama) publicou na terça-feira (3) uma nota na página web para informar que não foi só nessa cidade que foram testemunhadas a chuva negra, após receber telefonemas. 

Publicidade

Foram constatados relatos nas demais da vizinhança com as quais está em contato, informou.

Na segunda-feira (2), “cai uma chuva negra”, “o carro está preto” ou “a rua está negra”, disseram os reclamantes assustados. A prefeitura constatou que não se trata de trote e informou que investiga a causa. “Foi medida a radioatividade, mas não foi encontrado problema”, informou para tranquilizar a população.

Também não foi constatado nenhum dano à saúde dos residentes dessas cidades vizinhas. 

Segundo a prefeitura a causa pode ter sido o grande incêndio ocorrido na manhã de segunda-feira em uma indústria de plástico de Noda (Chiba), quando uma grande fumaça negra levantou-se. 

Fontes: FNN e Niconico

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Fabricantes enfatizam ‘não faltarão papel higiênico e outros artigos’

Publicado em 4 de março de 2020, em Economia

Os fabricantes de papel higiênico, toalhas e lenços desse material pedem para parar com o desespero afirmando que não faltarão nas prateleiras.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Rolo jumbo dentro da Corelex, o que se transforma em papel higiênico (Asahi)

A população japonesa está sentindo a gravidade da notícia fake de que faltariam artigos como papel higiênico, toalhas e lenços desse material. 

Publicidade

Entrou em desespero formando filas para estocar em casa, quando isso não passou de trote de pessoas mal-intencionadas que alastram essa desinformação pelas redes sociais. 

A Associação dos Fabricantes de Papel Doméstico, composta de 39 indústrias, já havia lançado um pronunciamento na semana anterior, dia 28, informando “há o suficiente”, mas isso parece não ter surtido efeito. 

Na terça-feira (3), através do seu presidente reafirmou “cada uma das indústrias aumentou urgentemente a produção em 120 a 130% para atender aos pedidos dos varejistas. Há estoque suficiente”. 

Estoque de uma das fabricantes (foto fornecida pela associação, via NHK)

Em relação ao fato de que algumas farmácias e supermercados estão com prateleiras vazias explicou que o despacho da indústria até o varejista leva de 1 a 2 dias depois do pedido. “Pode ser que fique sem estoque temporariamente mas continuamos fornecendo os produtos. Não haverá falta, não se preocupe”, explicou.

Também pediu à população que se abstenha de estocar em casa e revender, como vem ocorrendo nas redes sociais e apps de venda.

O presidente de um desses fabricantes, Corelex, de Fuji (Shizuoka), disse para o jornal Asahi “há pessoas que precisam de fato comprar e não encontram os produtos deixando-as em situação difícil. Gostaria de pedir ações com calma baseadas em notícias sérias”. 

Em situação normal indústria funciona 24 horas, porém, desde 25 precisou aumentar a produção para atender essa demanda. 

Depósito da Corelex, com caixas prontas para despacho (Asahi)

Fontes: NHK e Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância