Yamaha suspenderá temporariamente sua produção em Shizuoka

São duas unidades em Shizuoka que terão operações suspensas temporariamente, informou a fabricante.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placa da Yamaha (NHK)

A Yamaha Motor, importante fabricante de motocicletas, irá parar temporariamente a produção em suas fábricas na província de Shizuoka, devido ao atraso na reposição das peças produzidas na China, por causa do novo coronavírus.  

Publicidade

A planta de produção de motocicletas de Iwata, a matriz, ficará com uma parte da linha suspensa temporariamente, provavelmente por uma semana a partir de 20 deste mês.

Outra planta igualmente a ser parada por tempo limitado é a de produção de motores de popa, a Fukuroi Minami. 

A Yamaha produz anualmente 180 mil unidades de motocicletas, tanto para o mercado interno quanto para exportação das de médio e grande porte, para Europa e EUA.

A fabricante planeja recuperar a produção reduzida até maio e fazer ajustes para que o plano anual não seja afetado.

O impacto nas atividades de produção se espalhou para outras empresas japonesas. A Nissan Motor tomou medidas para suspender temporariamente a produção em fábricas na província de Fukuoka e em outros lugares e a Canon também ajustou a produção em suas fábricas de Kyushu.

Fontes: Daiichi TV e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Hamamatsu é a 1.ª de Shizuoka a reconhecer a união homoafetiva

Publicado em 5 de março de 2020, em Sociedade

A cidade de Hamamatsu passará a reconhecer a união estável de um casal do mesmo sexo, como a primeira da província e uma das poucas do país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa (Wikipedia e Pixabay)

Na noite de terça-feira (3) foi realizada uma reunião explicativa na cidade de Hamamatsu (Shizuoka) sobre o reconhecimento da união homoafetiva. 

Publicidade

Cerca de 30 participantes, entre interessados no assunto e representantes das entidades de apoio, ouviram sobre o assunto. 

O reconhecimento da união estável entre homoafetivos terá início em 1.º de abril, como cidade pioneira na província. E, a partir de sexta-feira (6), a prefeitura já aceitará reserva antecipada para essa oficialização desde que ambos tenham idade superior a 20 anos e sejam solteiros.

Dois méritos foram apontados na reunião, com esse reconhecimento. Um deles é dos casais poderem se candidatar à moradia pública da cidade. O outro é que o companheiro ou a companheira poderá assinar o consentimento no caso de algum procedimento médico que exija isso.

A cidade espera que com a emissão do certificado as empresas de telefonia possam oferecer o desconto para família, as de seguro da mesma forma e que o casal possa requerer uma linha de crédito para aquisição da casa própria.

No Japão são 34 prefeituras que permitem a união estável dos casais homoafetivos. 

Fontes: SUT TV e Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância