Fornecedoras japonesas fazem recall de máscaras

A Itochu e a Kowa disseram que adquiriram os produtos do exterior. Ambas estão entre as 4 escolhidas para fornecer o produto sob a iniciativa de Shinzo Abe.

Máscaras de pano que ainda não foram entregues serão recolhidas (NHK)

Duas companhias japonesas disseram na quinta-feira (23) que estão recolhendo todas as máscaras de pano não entregues que elas forneceram sob o programa de distribuição do primeiro-ministro Shinzo Abe para lidar com a pandemia de coronavírus, após inúmeras reclamações no início deste mês de produtos com defeitos.

Publicidade

A empresa comercial Itochu e a fabricante de equipamento farmacêutico e médico Kowa disseram que também encontraram problemas em máscaras ainda em seus estoques.

A Itochu e a Kowa estão entre a 4 companhias escolhidas para fornecer máscaras a gestantes e famílias em geral sob a iniciativa de Abe, que visa oferecer a cada lar duas máscaras de pano em meio à escassez devido à pandemia de coronavírus.

Máscaras adquiridas no exterior

As duas companhias disseram que adquiriram as máscaras de pano do exterior e intensificarão as medidas de controle de qualidade para evitar problema similar.

A Itochu explicou em uma declaração divulgada na quinta-feira que o governo, após não conseguir garantir quantidade necessária de máscaras de fabricantes domésticas, havia expandido seu pedido por ajuda a companhias além daquelas do ramo.

“Também recebemos um forte pedido como parte desses esforços. Decidimos responder porque é um estado de emergência e fazendo isso ajudaremos a evitar a propagação do novo coronavírus”, disse a companhia.

A Kowa, sediada em Nagoia (Aichi), disse um comunicado de imprensa separado, “Facilitamos a produção de emergência de máscaras de pano através de cooperação com fábricas no exterior, principalmente da China, a pedido do governo”.

Máscaras com manchas e sujeira

Em 14 de abril, antes dos envios a lares em geral, o ministério da saúde começou a entregar cerca de 500 mil máscaras de pano a gestantes através de distribuição em escritórios municipais e ao enviá-las a instalações médicas.

Mas o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar foi logo inundado por reclamações, pois algumas pessoas receberam máscaras manchadas e até com sujeira e cabelos humanos.

O ministro da saúde Katsunobu Kato confirmou em uma coletiva de imprensa na terça-feira (21) que 7.870 máscaras com defeito haviam sido entregues a 143 municípios e que as distribuições haviam sido suspensas no mesmo dia.

“Abenomask”

As entregas de máscaras de pano a lares comuns começaram em 17 de abril em Tóquio, com o governo visando a distribuição para cerca de 50 milhões de famílias em todo o país até o fim de maio.

“A iniciativa de entrega de máscaras causou zombaria na mídia social, ganhando o apelido de “Abenomask”, um trocadilho sobre a política econômica de Abe “Abenomics”.

A iniciativa também se deparou com ceticismo da mídia internacional devido ao seu elevado custo de ¥46.6 bilhões ($430 milhões) apesar de relativa ineficácia das máscaras de pano em proteger a infecção por coronavírus.

O governo faz parte do pacote econômico de emergência do governo no valor de mais de ¥100 trilhões, designado a dar suporte à economia por causa do coronavírus.

Fonte: Asia Nikkei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mais tigres e leões testam positivo para coronavírus em zoológico nos EUA

Publicado em 24 de abril de 2020, em Notícias do Mundo

O zoológico disse que os felinos foram infectados por um funcionário doente que estava assintomático.

Um tigre malaio (ilustrativa/PM)

Mais sete felinos testaram positivo para coronavírus no Zoológico de Bronx, em Nova Iorque nos EUA, além de um tigre que também foi infectado no início deste mês, anunciou a Sociedade de Conservação de Vida Selvagem, uma organização sem fins lucrativos.

Publicidade

A organização, que gerencia o famoso zoológico, disse que 3 tigres e 3 leões africanos começaram a apresentar sintomas no início de abril, quando o zoológico anunciou que um tigre malaio de 4 anos havia testado positivo.

Os seis felinos foram submetidos a testes e os resultados agora mostram que eles também estão infectados. De acordo com o zoológico, eles estão com tosse.

Mais um tigre, que não apresentou sintomas, também testou positivo.

O zoológico disse que os felinos foram infectados por um cuidador que testou positivo, mas na época estava assintomático. Em resposta, medidas de prevenção estão agora em curso para funcionários que estão cuidando dos felinos em todos os quatro zoológicos administrados pela organização no estado.

Todos os 4 zoológicos estão fechados desde meados de março, disse a organização.

O zoológico disse que os animais estão se comportando normalmente, comendo bem e não estão tossindo muito.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!