Com menos infecções por coronavírus, Tailândia reabrirá alguns negócios

O país observará a situação pelos próximos 14 dias, a partir de domingo (3), para decidir se liberará mais negócios ou limitará novamente para conter o vírus.

Pessoas de máscara caminham em área de Bangkok, março de 2020 (ilustrativa/PM)

A Tailândia começará a reabrir no domingo (3) alguns negócios, como mercados ao ar livre, barbearias e pet shops, após o número de novas infecções por coronavírus terem diminuído para dígitos únicos na última semana, disse um porta-voz do governo.

Publicidade

O país registrou 7 novas infecções, mas nenhuma morte na quinta-feira (30), levando seu total desde o início do surto em janeiro para 2.954 casos, com o número de mortes situando-se a 54.

Mesmo após a reabertura programada para o domingo, um toque de recolher noturno e proibição de vendas de álcool permanecerão até o fim do mês, a menos que de outra maneira especificado, disse Taweesin Wisanuyothin do Centro para Administração da Covid-19 do governo.

Dentre as 6 categorias estabelecidas para reabertura são pequenos comércios, barracas de comida de rua e restaurantes fora de shoppings, e parques e instalações esportivas a céu aberto, disse ele em uma coletiva de imprensa. Entretanto, lojas de departamento, cinemas, academias e spas, assim como a maioria de locais cobertos de realização de esportes, permanecerão fechados, para garantir que não haja grandes aglomerações.

A Tailândia estendeu um decreto de emergência até o fim do mês, prolongando efetivamente algumas medidas já em curso. Essas incluem uma proibição de passageiros de voos internacionais, disse Taweesin, assim como proibição de álcool em 10 de abril.

“A menos que mudanças sejam anunciadas, vendas de álcool não acontecerão nesse momento”, disse ele. Serviços em barbearias serão limitados a cortes, lavagem e tintura, acrescentou.

Quatro dias consecutivos de novas infecções em dígitos únicos levaram o governo a desistir de restrições em alguns negócios.

Agora, o país vai observar a situação pelos próximos 14 dias para decidir se liberará mais negócios ou limitará novamente para conter o vírus.

“Se o número de infecções continuar estável, flexibilizaremos as restrições ainda mais”, disse Taweesin.

“Mas se o número aumentar para dígitos duplos ou triplos, teremos que reavaliar tudo”.

Fonte: Straits Times

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mais de 1 milhão assinam petição pedindo pela renúncia do chefe da OMS

Publicado em 1 de maio de 2020, em Notícias do Mundo

A petição diz que parte da razão para o surto é que Tedros depreciou o coronavírus e não é adequado para o papel de diretor-geral da OMS.

O diretor-geral da OMS Tedros Adhanom Gebreyesus (NHK)

Mais de 1 milhão de pessoas assinaram uma petição pedindo renúncia imediata do chefe da Organização Mundial da Saúde – OMS pela sua administração do surto de coronavírus.

Publicidade

A petição online na plataforma change.org sediada nos EUA está exigindo que o diretor-geral Tedros Adhanom Gebreyesus renuncie. Ela coletou cerca de 1.02 milhão de assinaturas do fim de janeiro até o fechamento em abril.

A petição diz que parte da razão para o surto é que Tedros depreciou o coronavírus, acrescentando que ele não é adequado para o papel de diretor-geral da OMS.

Ela diz que era para a OMS “ser politicamente neutra”, mas que Tedros acreditou nos números de infecções e mortos fornecidos pela China “sem qualquer investigação”.

O presidente dos EUA Donald Trump disse que estava cortando fundos para a OMS após criticá-la como sendo “centrada na China” em sua resposta ao coronavírus.

A organizadora da petição diz que ela será enviada às Nações Unidas e à OMS.

Tedros disse que a OMS agiu de forma rápida e decisiva em sua resposta ao surto.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!