Em casos excepcionais permissão de reentrada dos estrangeiros no Japão

O Japão ainda não permite a entrada de passageiros de 111 países e regiões do mundo por causa da pandemia do coronavírus. No entanto, abriu exceção.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aeroporto de Narita (Flickr)

Em relação à reentrada dos estrangeiros residentes no Japão, o governo informou sobre a consideração de permiti-la em casos excepcionais no caso de consideração humanitária.

Publicidade

Essa nova medida foi tomada após o aumento de críticas pela recusa da entrada dos estrangeiros no país como uma das medidas preventivas à disseminação do novo coronavírus. Segundo a emissora estatal NHK um dos motivos foi a dificuldade para sair do Japão para comparecer ao funeral de alguém da família ou cirurgia no país de origem, pela dificuldade no retorno. 

O Ministério da Justiça concederá o desembarque conforme nota publicada em sua página web, em 27 de maio. Lá explica “Existem circunstâncias especiais dependendo de situações individuais, como no caso da consideração humanitária”. Portanto, residentes brasileiros, peruanos e de outros países poderão se beneficiar dessa exceção caso queiram voltar ao Japão.

No Japão as restrições deverão continuar até pelo menos o final de junho, mas há uma possibilidade de reabrir para o Vietnã, para os empresários. A mitigação poderá ser feita também para Tailândia, Austrália e Nova Zelândia, em negociação com esses países.

Quanto ao relaxamento das restrições à entrada no país, o ministro das Relações Exteriores, Toshimitsu Motegi, expressou que há uma grande possibilidade de começar primeiro com os empresários, depois com os estudantes internacionais e mais tarde com os turistas, em etapas.

Caso queira ler a nota em japonês toque aqui.

Fontes: governo e Bloomberg

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Vendas de carros 0KM da Toyota aumentam na China

Publicado em 5 de junho de 2020, em Ásia

O aumento nas vendas destaca que os negócios da Toyota no país estão em um caminho de recuperação com a amenização da preocupação relacionada ao surto do novo coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Na China, as vendas de carros novos da montadora japonesa tiveram aumento em maio (PM)

As vendas de carros novos da Toyota na China aumentaram em maio, disse a montadora japonesa na quinta-feira (4), destacando que seus negócios no país estão em um caminho de recuperação com a amenização da preocupação relacionada ao surto do novo coronavírus.

Publicidade

As vendas no país para a Toyota, a maior montadora do Japão, aumentaram 20,1% em comparação ao ano anterior para 166.300 unidades no mês passado, após subir 0,2% em abril. Elas caíram 15,9% em março quando a propagação do vírus estava sufocando a economia chinesa.

Em maio, a Honda viu as vendas de carros novos caírem 1,7% na China, para 134.230 unidades, disse a montadora japonesa. O ritmo de declínio estava bem mais lento do que os 10% em abril e os 50,8% visto em março.

As vendas para a Mazda, enquanto isso, subiram 31,6% para 22.886 unidades em maio, realçando que o mercado de automóveis se tornou robusto na China com atividades de negócios retornando ao normal no país.

A epidemia do vírus começou na China em 24 de janeiro, o início do feriado prolongado de Ano Novo Lunar, forçando montadoras japonesas a suspenderem operações de suas fábricas e showrooms por um período extenso.

Em fevereiro, as vendas para a Toyota e Honda caíram 70,2% e 85,1%, respectivamente.

Como o aumento de infecções atingiu o pico em fevereiro, montadoras japonesas retomaram a produção em suas fábricas em vários lugares na China, incluindo Wuhan, centro de negócios e transportes com uma população de cerca de 11 milhões.

Em 8 de abril, um lockdown na capital da província de Hubei foi suspenso, 76 dias após ter sido imposto.

O novo vírus, que causa a doença respiratória Covid-19, infectou mais de 83 mil pessoas na China continental e causou a morte de mais de 4,6 mil, de acordo com dados das autoridades de saúde do país.

Fonte: Kyodo News and Culture

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância