Japão doará 300 milhões de dólares para desenvolvimento de vacinas

A doação será para um conselho internacional comprometido a fornecer vacinas a populações menos favorecidas em todo o globo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

(Imagem ilustrativa/PM)

O Japão doará US$300 milhões para um conselho internacional comprometido a fornecer vacinas a populações menos favorecidas em todo o globo.

Publicidade

A ação ocorre quando a Gavi, a Aliança de Vacinas, está pedindo para a comunidade internacional financiar o desenvolvimento de vacinas e outros esforços para combater o novo coronavírus.

O governo japonês havia antes prometido US$100 milhões para a organização, mas decidiu aumentar sua contribuição em US$200 milhões.

O primeiro-ministro Shinzo Abe planeja anunciar o suporte financeiro em uma mensagem em vídeo a ser transmitida na reunião da aliança que deve ser realizada nesta quinta-feira (4).

Provavelmente o governo visa dar suporte ao desenvolvimento e uso de vacina para garantir que os Jogos Olímpicos de Tóquio, os quais foram adiados em 1 ano, sejam realizados em 2021.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Governo dos EUA proíbe companhias aéreas chinesas de voar para o país

Publicado em 4 de junho de 2020, em Notícias do Mundo

A medida, anunciada pelo Departamento de Transportes dos EUA, penaliza a China por falhar em cumprir com um acordo existente sobre voos entre os dois países.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Air China é uma das aéreas que serão proibidas de voar para os EUA (PM)

A administração do presidente Donald Trump impôs uma proibição na quarta-feira (3) que companhias aéreas chinesas voem para os EUA, com início em 16 de junho, enquanto os EUA pressionam Pequim a permitir que aéreas americanas retomem voos em meio a tensões entre as duas maiores economias do mundo.

Publicidade

A medida, anunciada pelo Departamento de Transportes dos EUA, penaliza a China por falhar em cumprir com um acordo existente sobre voos entre os dois países.

As relações entre EUA e China se agravaram nos últimos meses em meio às tensões rodeando a pandemia de coronavírus e a ação de Pequim de impor nova lei de segurança nacional para Hong Kong.

A ordem se aplica à Air China, China Eastern Airlines, China Southern Airlines e Haianan Airlines, assim como as menores Sichuan Airlines e a Xiamen Airlines. Atualmente companhias aéreas chinesas estão operando 4 voos ida e volta para os EUA por semana.

A China “continua incapaz” de dizer quando ela revisará suas regras “para permitir que companhias aéreas dos EUA restabeleçam voos de passageiros”, de acordo com uma ordem formal assinada pelo oficial superior de aviação do Departamento de Transportes, Joel Szabat.

“Permitiremos que companhias chinesas operem o mesmo número de voos de passageiros programados quando o governo chinês permitir os nossos”, disse o departamento em uma declaração separada.

Fonte: Agência Reuters

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância