Previsão dos tufões em 2020 e por onde passarão

Por dois anos consecutivos, 2018 e 2019, foram 29 tufões. Em junho de 2018 formaram-se 4 deles e observa-se que à medida que a temperatura sobe mais surgem.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Tufão Lekima, em agosto de 2019 (Wikipedia)

Entre 2000 a 2009 formaram-se em média 1 a 2 tufões em maio. Este ano foi somente um e em junho ainda é zero. 

Publicidade

A empresa Weather News traçou uma previsão e estima que até julho o número seja baixo, devendo aumentar a partir de agosto, no pico do verão. A partir de setembro os tufões deverão se aproximar do arquipélago principal e não de Okinawa, como se pensa. Compreenda os motivos.

Tabela da Agência de Meteorologia do Japão mostra o número de tufões por mês e ano, de 2000 a 2019

Em julho, é provável que a atividade convectiva no noroeste do Pacífico seja menos ativa do que o normal devido à alta temperatura da superfície do mar no Oceano Índico. Por esse motivo, espera-se que a ocorrência de tufões seja menor que o normal.

De agosto a outubro, pode ocorrer o fenômeno La Niña ou algo parecido na zona neutra tropical do Pacífico, que fica a oeste da atividade de convecção tropical ou área ativa normal, a leste das Filipinas. Por enquanto é uma tendência. 

É provável que um grande número de nuvens cumulonimbus ocorra em áreas onde a convecção está ativa. São elas que formam um tufão, portanto, espera-se que a localização do tufão seja mais a oeste do que em anos normais, principalmente no outono.

Neste outono o tempo de vida dos tufões tende a ser reduzido devido ao encurtamento do tempo necessário para se deslocar pela superfície do mar. Mas quando a temperatura da superfície é alta os tufões costumam seguir para o arquipélago principal. 

Pontilhado em branco mostra o trajeto médio dos tufões e setas em vermelho a previsão para este ano, de julho a outubro (Weather News)

Em agosto há uma alternância de fortificação e enfraquecimento das áreas de alta pressão sobre o Oceano Pacífico. Por isso, os tufões deverão prosseguir em sentido horário, em torno dessas áreas de alta pressão, seguindo mais à esquerda das ilhas de Okinawa ou se dirigindo para o continente chinês.

Por outro lado, quando a área de baixa pressão estiver enfraquecida o tufão poderá fazer um percurso menos complicado, reduzir a velocidade e seguir para o Japão.

A partir de setembro a previsão é de curso dos tufões sentido arquipélago principal.

Este ano calcula-se que sejam cerca de 26, incluindo o que já passou em maio. Portanto, poderá ser um pouco menos do que nos anos anteriores. Em julho serão poucos mas a partir de agosto deverão surgir mais.

Fontes: Weather News e AMJ

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Emirates demite milhares de pilotos e tripulação de cabine, planeja mais cortes

Publicado em 10 de junho de 2020, em Notícias do Mundo

A aviação é uma das indústrias mais atingidas pelos efeitos do surto do vírus, com companhias aéreas forçadas a demitir pessoal.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma aeronave da Emirates (PM)

A Emirates, uma das maiores companhias aéreas de longo curso do mundo, demitiu centenas de pilotos e milhares de comissários na terça-feira (9) enquanto ela gerencia uma crise de liquidez causada pela pandemia de coronavírus, e mais cortes de empregos estão planejados, disseram fontes de cinco companhias.

Publicidade

A aviação é uma das indústrias mais atingidas pelos efeitos do surto do vírus, com companhias aéreas forçadas a demitir pessoal e buscar planos de resgate financeiro do governo.

Mais demissões em massa são esperadas na Emirates nesta semana incluindo pilotos de Airbus A380 e Boeings 777, disseram fontes na condição de anonimato.

A força de trabalho de 4,3 mil pilotos e cerca de 22 mil comissários poderia encolher em quase um terço de seus níveis pré-coronavírus, disseram três das fontes.

Sem fornecer detalhes adicionais, uma porta-voz da aérea disse à Reuters que alguns funcionários haviam sido demitidos.

“Dado o impacto significante que a pandemia teve em nossos negócios, nós simplesmente não podemos sustentar fontes em excesso e temos que medir de forma adequada nossa força de trabalho em linha com nossas operações reduzidas”, disse ela.

O presidente Tim Clark, que deve deixar a Emirates neste mês, disse que poderia levar 4 anos para a companhia aérea retomar voos para todos os 157 destinos que ela servia antes da pandemia. Ela tem uma frota de 270 aeronaves A380 e 777.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância