Vendas de carros 0KM da Toyota aumentam na China

O aumento nas vendas destaca que os negócios da Toyota no país estão em um caminho de recuperação com a amenização da preocupação relacionada ao surto do novo coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Na China, as vendas de carros novos da montadora japonesa tiveram aumento em maio (PM)

As vendas de carros novos da Toyota na China aumentaram em maio, disse a montadora japonesa na quinta-feira (4), destacando que seus negócios no país estão em um caminho de recuperação com a amenização da preocupação relacionada ao surto do novo coronavírus.

Publicidade

As vendas no país para a Toyota, a maior montadora do Japão, aumentaram 20,1% em comparação ao ano anterior para 166.300 unidades no mês passado, após subir 0,2% em abril. Elas caíram 15,9% em março quando a propagação do vírus estava sufocando a economia chinesa.

Em maio, a Honda viu as vendas de carros novos caírem 1,7% na China, para 134.230 unidades, disse a montadora japonesa. O ritmo de declínio estava bem mais lento do que os 10% em abril e os 50,8% visto em março.

As vendas para a Mazda, enquanto isso, subiram 31,6% para 22.886 unidades em maio, realçando que o mercado de automóveis se tornou robusto na China com atividades de negócios retornando ao normal no país.

A epidemia do vírus começou na China em 24 de janeiro, o início do feriado prolongado de Ano Novo Lunar, forçando montadoras japonesas a suspenderem operações de suas fábricas e showrooms por um período extenso.

Em fevereiro, as vendas para a Toyota e Honda caíram 70,2% e 85,1%, respectivamente.

Como o aumento de infecções atingiu o pico em fevereiro, montadoras japonesas retomaram a produção em suas fábricas em vários lugares na China, incluindo Wuhan, centro de negócios e transportes com uma população de cerca de 11 milhões.

Em 8 de abril, um lockdown na capital da província de Hubei foi suspenso, 76 dias após ter sido imposto.

O novo vírus, que causa a doença respiratória Covid-19, infectou mais de 83 mil pessoas na China continental e causou a morte de mais de 4,6 mil, de acordo com dados das autoridades de saúde do país.

Fonte: Kyodo News and Culture

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Ar-condicionado em local sem ventilação pode ser causa do contágio do coronavírus

Publicado em 5 de junho de 2020, em Notícias do Mundo

Uma instituição americana divulgou um relatório sobre casos de infecção pelo novo coronavírus, cujo contágio ocorreu em um ambiente com ar-condicionado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ar-condicionado (PM)

Com a elevação da temperatura o ar-condicionado é indispensável para refrescar o ambiente mas esse pode ser um fator de risco para o contágio do novo coronavírus. 

Publicidade

O Disease Control Center dos Estados Unidos emitiu um relatório sobre esse aparelho. Segundo esse, as autoridades de saúde de Guangzhou, China, investigaram as rotas de transmissão de três famílias diferentes testadas positivo para o novo coronavírus de janeiro a fevereiro, totalizando 10 pessoas. 

As três famílias estiveram sentadas em três mesas separadas, dispostas em fileira, bem na saída do ar do aparelho para refrescar o ambiente. Soube-se que todas almoçaram nesse mesmo restaurante em 24 de janeiro.

3 mesas sob a corrente de ar do aparelho de ar-condicionado, causa da infecção (imagem ilustrativa: NHK)

No dia anterior uma família que veio da cidade de Wuhan, a mais infectada na época, sentou-se para almoçar na mesa do meio. Uma pessoa apresentou sintomas da Covid-19 logo depois da refeição.

De acordo com o relatório, as gotículas respiratórias devem ter fluído para as mesas dessa fileira.

A distância da parede onde o ar-condicionado está instalado até a outra oposta mede 6 metros, em área sem janelas. No aparelho não foi encontrado nenhum gene do vírus e os outros 73 clientes que estiveram no mesmo andar nessa data não foram infectados. 

O relatório recomenda que os restaurantes coloquem as mesas bem espaçadas e ventilem bem o local para evitar a propagação do vírus.

Além disso, em relação ao purificador de ar doméstico, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA, também recomenda ventilação adequada em casa, dizendo que esse aparelho não tem função suficiente para remover o vírus do ambiente e prevenir o contágio.

Fontes: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância