Irmãos de 6 e 4 anos morrem em incêndio

O incêndio pode ter começado por causa de um isqueiro que foi encontrado ao lado do corpo de um dos meninos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fumaça saindo da janela da casa onde os dois meninos morreram, em Nakashibetsu, Hokkaido (NHK)

Dois irmãos, de 6 e 4 anos de idade, morreram em um incêndio que destruiu a casa do pai deles em Nakashibetsu (Hokkaido) no fim da tarde de segunda-feira (30).

Publicidade

Segundo a polícia, as chamas foram vistas saindo do sobrado de madeira de Tomoyuki Honda, 38 anos, por volta das 16h30 por um vizinho que ligou para o serviço de emergência, divulgou a Fuji TV. Os bombeiros levaram cerca de 1 hora e 45 minutos para extinguir o fogo.

Dentro da casa os bombeiros encontraram os corpos de Nachi Honda, de 6 anos, e de seu irmão Manato, de 4. Eles foram levados para o hospital onde as mortes foram confirmadas.

A polícia e os bombeiros disseram na terça-feira (1º) que o incêndio pode ter começado por causa de um isqueiro que foi encontrado ao lado do corpo de um dos meninos no segundo andar da casa.

Honda e a esposa vivem separados e as crianças moram com a mãe. Contudo, na segunda-feira, ela havia deixado os meninos na casa do pai deles antes dos dois terem ido fazer compras em um supermercado nas proximidades.

Fonte: Japan Today

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

‘Google Maps do universo’ é criado por cientistas

Publicado em 2 de dezembro de 2020, em Notícias do Mundo

Novo telescópio australiano mapeia milhões de galáxias a velocidade recorde.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O telescópio ASKAP é uma coleção de antenas parabólicas no remoto deserto da Austrália Ocidental (Wikimedia/CSIRO)

Cientistas australianos usaram um novo telescópio poderoso para mapear cerca de 3 milhões de galáxias a uma velocidade recorde – criando o que eles dizem ser um “Google Maps do universo”.

Publicidade

O Australian Square Kilometer Array (ASKAP), um radiotelescópio localizado no interior da Austrália Ocidental, mapeou galáxias em somente 300 horas, ou 12,5 dias. Isso é um aumento significante de pesquisas anteriores, as quais levaram anos.

O resultado também é um novo atlas do universo, de acordo com a agência australiana de ciências CSIRO, que desenvolveu e opera o telescópio.

“O ASKAP está aplicando o mais recente em ciência e tecnologia a perguntas antigas sobre os mistérios do universo e astrônomos equipados em todo o mundo com novos avanços para solucionar seus desafios”, disse o CEO da CSIRO, Larry Marshall, em uma declaração na terça-feira (1º).

Isso marca a primeira vez que o ASKAP foi testado em sua totalidade. O novo mapa cobre 83% do céu inteiro e mostra nossas galáxias em detalhes sem precedentes.

Cientistas também esperam encontrar dezenas de milhões de novas galáxias em pesquisas futuras do ASKAP, disse o autor líder e astrônomo da CSIRO, David McConnell.

Astrônomos em todo o mundo poderão usar novos dados “para explorar o desconhecido e estudar tudo, da formação de estrelas a como as galáxias e seus supermassivos buracos negros evoluem e interagem”, acrescentou McConnell.

Os resultados iniciais foram divulgados em 1º de dezembro nas Publicações da Sociedade Astronômica da Austrália.

O ASKAP é formado por 36 antenas parabólicas, as quais trabalham juntas para tirar fotografias panorâmicas do céu. A alta qualidade dos receptores do telescópio significa que a equipe precisou combinar somente 903 imagens para formar um mapa completo do céu – comparado a pesquisa anteriores, as quais necessitaram de dezenas de milhares de imagens.

Os novos dados permitirão aos astrônomos assumirem análises estatísticas de grandes populações de galáxias, auxiliando seus entendimentos sobre como o universo evoluiu e é estruturado.

“O ASKAP é um grande desenvolvimento tecnológico que coloca nossos cientistas, engenheiros e indústria no banco do motorista para liderar descoberta de espaço profundo para a próxima geração”, disse a Ministra para Indústria, Ciência e Tecnologia da Austrália, Karen Andrews.

“Essa nova pesquisa mostra que estamos prontos para dar um salto gigante na direção do campo da radioastronomia”.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância