Japão: pacote de estímulo de ¥73 trilhões para combater pandemia

Até agora, o parlamento já aprovou dois orçamentos extras para financiar medidas de estímulo econômico.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O primeiro-ministro Yoshihide Suga (NHK)

O pacote de estímulo adicional do governo japonês será de ¥73 trilhões (US$700 bilhões), disseram fontes do governo na segunda-feira (7), quando o país continua a lutar contra as dificuldades em decorrência da pandemia de coronavírus.

Publicidade

Gasto fiscal para implementar o pacote, o qual o gabinete deve aprovar na terça-feira (8), totalizará ¥30 trilhões a serem financiados pelo terceiro orçamento suplementar do governo para o ano fiscal de 2020 que termina em março do ano que vem e o orçamento inicial para o ano fiscal de 2021, de acordo com as fontes.

O pacote incluirá ¥5,9 trilhões para medidas relacionadas a reduzir a propagação do coronavírus, segundo as fontes.

O primeiro-ministro Yoshihide Suga disse em uma coletiva de imprensa na semana passada que o estímulo incluirá a extensão de programas de subsídio destinados a promover viagens domésticas e ajudar companhias a manter os empregos para sustentar a economia afetada pelo vírus.

O primeiro pacote de políticas sob a administração de Suga, que assumiu o cargo em setembro, ocorre quando o Japão registra um ressurgimento de infecções, com novos casos passando de 2,5 mil em novembro, aumentando preocupações sobre a pressão nos sistemas médicos.

Como parte do pacote de estímulo, Suga também prometeu estabilizar um fundo para firmas que trabalham no desenvolvimento de tecnologias verdes, quando o país busca atingir a neutralidade de carbono até o ano 2050 e estimular crescimento econômico.

O primeiro-ministro também disse que o governo gastará ¥1,5 trilhão em subsídios para províncias e municípios apoiarem financeiramente restaurantes que foram forçados a reduzir horas de funcionamento.

Mais de ¥1 trilhão será alocado para gastos relacionados à digitalização, incluindo para pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de comunicações wireless pós-5G para dar suporte a redes de dados de celular, de acordo com Suga.

Até agora no atual ano fiscal, o parlamento já aprovou dois orçamentos extras totalizando ¥56,60 trilhões para financiar medidas de estímulo econômico em meio à pandemia.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão planeja permitir entrada de pequenos grupos de turistas na primavera

Publicado em 8 de dezembro de 2020, em Sociedade

O período experimental será uma tentativa de reavivar a indústria de turismo da nação duramente afetada em meio à pandemia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placa indicando chegadas internacionais no Aeroporto de Kansai, em Osaka (banco de imagens PM)

A fim de avaliar medidas antivírus do Japão antes da Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio, o governo está considerando aceitar pequenos grupos de turistas do exterior na primavera, os quais atualmente têm entrada proibida no arquipélago.

Publicidade

O período experimental será uma tentativa de reavivar a indústria de turismo da nação duramente afetada em meio à pandemia após a realização dos Jogos.

Entretanto, esses pequenos números de turistas estrangeiros em tours especiais serão os únicos autorizados a entrarem no Japão sob o programa do governo por enquanto.

“Tememos que não poderemos realizar a Olimpíada e Paralimpíada caso o coronavírus se espalhar no Japão após a chegada de turistas estrangeiros”, disse um oficial sênior do governo.

O governo espera aceitar os tours especiais de outras partes da Ásia, como Taiwan e China, lugares onde o surto de coronavírus está relativamente contido.

Mas o governo tomará uma decisão em relação a quando e de que países ou territórios os tours terão permissão para entrar após monitorar de perto o estado da pandemia no Japão e no exterior.

Como parte de precauções contra o vírus, os participantes dos pequenos tours devem viajar em veículos fretados, como ônibus, e se locomover separadamente de outros grupos de turistas estrangeiros para evitar grandes multidões em um ponto turístico.

O governo abrandou restrições de viagens para visitantes internacionais nos últimos meses na condição de que eles se isolem por duas semanas após entrarem no Japão como precaução.

Queda do turismo no Japão

Dados da Organização de Turismo do Japão mostraram que o número de viajantes estrangeiros no Japão, incluindo empresários, caiu em cerca de 99% no mês de outubro comparado a 2019 pelo 13º mês consecutivo em um declínio ano a ano.

O governo está mantendo a meta de atrair 60 milhões de turistas do exterior em 2030, apesar da devastadora crise de saúde.

Turistas que chegarem ao Japão para a Olimpíada e Paralimpíada provavelmente terão permissão para usar o transporte público durante suas estadas.

Então, o governo está ponderando permitir que participantes dos tours especiais embarquem em alguns vagões de trens-bala.

Sob o atual plano, entretanto, eles não podem usar o sistema de transporte público, em princípio, após suas entradas no país.

A quantidade de pessoas nesses tours especiais ainda não foi decidida.

Um conjunto de medidas de precaução para viajantes a negócios de curta duração que podem entrar no Japão sem um período de autoisolamento também será aplicada a participantes dos tours planejados.

Agências de viagem serão responsáveis pelos tours. Guias turísticos devem monitorar as temperaturas corporais dos participantes como parte de suas responsabilidades para supervisionar suas condições de saúde.

Os participantes precisarão apresentar certificados mostrando que eles testaram negativo para coronavírus e adquirir seguro médico de viagem antes de suas chegadas ao Japão, assim como revelar seus planos de atividade para suas estadas.

Além disso, os participantes serão solicitados a se separarem de viajantes japoneses em hotéis ou destino turístico e usar um aplicativo de rastreamento de contato para confirmar se eles foram expostos a alguém infectado e o app LINE para relatar suas condições de saúde.

Fonte: Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância