Número de nascimentos no Japão deve ficar abaixo de 800 mil em 2021

Há crescente preocupação de que o desastre do coronavírus vai acelerar o declínio da taxa de natalidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O número de nascimentos no Japão deve cair para menos de 800 mil, de acordo com estimativas de vários institutos de pesquisa privados, em parte devido a adiamentos para ter filhos como resultado de incerteza sobre o futuro em meio à crise do coronavírus.

Publicidade

Alguns no governo apontaram a possibilidade do número cair para menos de 800 mil e há crescente preocupação de que o desastre do coronavírus vai acelerar o declínio da taxa de natalidade.

Se as estimativas estiverem corretas, o número de nascimentos cairá para menos de 800 mil em apenas 2 anos, após ficar abaixo de 900 mil, a cerca de 865 mil, em 2019.

O número de nascimentos no Japão atingiu o pico durante o primeiro baby boom em 1947-1949, tornando as estimativas menos de um terço dos cerca de 2,7 milhões de nascimentos registrados em 1949.

De acordo com o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, o número de notificações de gravidez recebidas por governos locais a nível nacional de mulheres entre janeiro e outubro diminuiu em 5,1% em relação ao mesmo período do ano passasdo.

O Dai-Ichi Life Research Institute estimou que o número de nascimentos em 2021 cairá para 776 mil se o declínio nas notificações de gravidez continuar. O Japan Research Institute, que conduziu uma estimativa similar, colocou o número a 792 mil.

Se a taxa de nascimentos diminuir a um ritmo mais rápido do que o esperado e o impacto for prolongado, isso poderia alterar a estrutura do sistema de seguridade social, em que a população em idade ativa é o principal suporte dos idosos.

Fonte: Yomiuri

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Subsídio de ¥100.000: apenas ¥14.500 foram usados por pessoa, indica pesquisa

Publicado em 28 de dezembro de 2020, em Economia

Segundo levantamento de empresa financeira, apenas 15% do subsídio de ¥100.000 foi utilizado para consumo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem Ilustrativa

O subsídio de ¥100.000 foi uma medida econômica para combater a pandemia do novo coronavírus. O governo utilizou um orçamento de ¥ 12 trilhões para enviar o dinheiro para toda a população.

Publicidade

A empresa de títulos financeiros Nomura Shouken fez um levantamento baseado na “pesquisa familiar” (kakei chousa) feita pelo governo.

Segundo a empresa, o valor utilizado para consumo em famílias com 2 membros foi de ¥29.000 ou ¥14.500 por pessoa.

Embora especialistas analisam que o consumo deve aumentar caso a pandemia acabar, os números mostram que a maioria das pessoas estão guardando o dinheiro.

“(O subsídio) Virou um seguro para as famílias e serviu para segurar a economia.”, aponta o economista Kohei Okazaki.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância