Sinal vermelho em Osaka: estado de emergência médica

O governador declarou situação de emergência médica e fez um apelo à população para conter o aumento do número de infectados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Governador de Osaka mostra placa da declaração de estado de emergência médica (NHK)

A província está com uma taxa de ocupação dos leitos de 66%, bem próxima dos 70%, o índice para o sinal vermelho, de acordo com o chamado modelo de Osaka

Publicidade

No começo da noite de quinta-feira (3) o governador Hirofumi Yoshimura, após reunião com a sede de contramedidas da província, declarou situação de emergência médica. Explicou que o número de pacientes gravemente enfermos aumentou rapidamente e o sistema médico da província está tenso.

Até quinta-feira a noite o número de pacientes em tratamento era de 4.568. 

“Pode ser que o pico da infecção tenha passado mas o número de pessoas gravemente doentes aumentará mais tarde. Não haverá redução desses pacientes em estado grave se não houver diminuição do número de novas pessoas infectadas”, disse, em relação ao novo coronavírus. 

Yoshimura não declarou situação de emergência na província mas fez um pedido especial à população para se abster de sair sem necessidade até 15 deste mês. “Para preservarmos a vida, controlar a infecção, peço colaboração para frear esta situação”, apelou.

O prefeito da cidade de Osaka também pediu para as pessoas que trabalham voltarem cedo para casa, evitar contato com outras e preservar a saúde dos idosos e quem tem doenças adjacentes. 

É possível que o pedido de encerrar o expediente mais cedo nos estabelecimentos que servem bebida alcoólica, período marcado até 11 deste mês, seja estendido até 15.

Depois de seu pronunciamento dois dos símbolos de Osaka foram iluminados em vermelho, a torre Tsutenkaku em Naniwa-ku e a Torre do Sol, em Suita.  

Dois dos símbolos de Osaka com iluminação em vermelho para lembrar a população (Asahi)

Fontes: NHK, Mainichi e Asahi 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Sacolas da sorte de Ano Novo já estão à venda

Publicado em 4 de dezembro de 2020, em Sociedade

Neste ano, algumas lojas estão começando um pouco antes para evitar multidões em meio à pandemia de coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Algumas lojas já se adiantaram para vender as famosas fukubukuro (NHK)

Lojas de departamento do Japão normalmente começam a vender as “fukuburo”, ou sacolas da sorte, nos primeiros dias do Ano Novo.

Publicidade

Em 2020, algumas estão começando um pouco antes para evitar multidões de consumidores em meio à pandemia de coronavírus.

Uma fukubukuro contém itens cujo total vale muito mais do que o preço de etiqueta da sacola. A única coisa ruim é que os consumidores não sabem o que há dentro até eles comprarem uma dar uma olhada.

Uma filial da loja de departamento Keio em Tóquio começou a vender suas sacolas da sorte na quinta-feira (3). Algumas contêm meias e roupas multiuso para combinar com o estilo de vida deste ano de ficar em casa.

A filial em Shinjuku planeja oferecer mais sacolas no fim de dezembro e então novamente no início de janeiro, em uma tentativa de reduzir as multidões nos andares de vendas.

Algumas outras lojas de departamento em Tóquio vão adiantar as datas de início de vendas de suas sacolas da sorte para o fim de dezembro.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância