Subsídio de ¥100.000: apenas ¥14.500 foram usados por pessoa, indica pesquisa

Segundo levantamento de empresa financeira, apenas 15% do subsídio de ¥100.000 foi utilizado para consumo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem Ilustrativa

O subsídio de ¥100.000 foi uma medida econômica para combater a pandemia do novo coronavírus. O governo utilizou um orçamento de ¥ 12 trilhões para enviar o dinheiro para toda a população.

Publicidade

A empresa de títulos financeiros Nomura Shouken fez um levantamento baseado na “pesquisa familiar” (kakei chousa) feita pelo governo.

Segundo a empresa, o valor utilizado para consumo em famílias com 2 membros foi de ¥29.000 ou ¥14.500 por pessoa.

Embora especialistas analisam que o consumo deve aumentar caso a pandemia acabar, os números mostram que a maioria das pessoas estão guardando o dinheiro.

“(O subsídio) Virou um seguro para as famílias e serviu para segurar a economia.”, aponta o economista Kohei Okazaki.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aumento de uso de carros alugados na pandemia

Publicado em 28 de dezembro de 2020, em Economia

Pandemia muda necessidades de consumidores e serviços de carros por assinatura crescem.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem: NHK

Em meio à pandemia do coronavírus, o uso de carros alugados por serviços de assinatura aumentou entre motoristas que procuram evitar aglomerações na estrada.

Publicidade

Diferente das empresas de rent a car, os planos de assinatura podem ser mensais ou anuais e incluem o valor do seguro.

Segundo a Kinto, empresa de serviços de assinatura de carros do grupo Toyota, entre julho e novembro deste ano, o número de assinaturas foi 8 vezes maior do que no mesmo período do ano passado.

A Honda, que começou o serviço em janeiro deste ano com apenas uma loja em Saitama, já disponibiliza mais de 30 lojas em diversas províncias.

As empresas analisaram queos motoristas preferem utilizar serviços de assinatura em meio ao isolamento social para evitar aglomerações.

“É um serviço que supriu as necessidades de movimentação na pandemia”, explica a Honda.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância