Escassez de chips afeta produção de montadoras no Japão

Além da esacssez global, o incêndio na fábrica de chips da Renesas forçará as montadoras a cortarem ainda mais produção.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um carro da Toyota (banco de imagens)

Montadoras japonesas divulgaram seus mais recentes números de produção, mostrando uma queda na fabricação nacional em fevereiro devido à escassez global de chips semicondutores.

Publicidade

A Honda registrou uma queda de 33,6% em comparação ao ano anterior, enquanto a Subaru reportou uma diminuição de 34.2%.

Chips semicondutores são usados em carros para controlar coisas como potência do freio. Interrupções da rede de fornecimento global forçaram montadoras a mudarem planos de produção.

A Honda suspendeu operações em linhas de produção de uma fábrica principal por 5 dias.

A Toyota reduziu a produção no Japão em 7,5% em fevereiro. No mês, um terremoto no nordeste do Japão afetou principais fornecedores da montadora.

Há preocupações de que um incêndio em março na fábrica de chips da Renesas forçará as montadoras a cortarem ainda mais produção.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

É melhor se vacinar contra coronavírus mesmo com risco de anafilaxia

Publicado em 31 de março de 2021, em Saúde, Bem-Estar e Cotidiano

No Japão o índice de pessoas diagnosticadas com anafilaxia, após a vacinação, é um pouco maior do que no exterior. Ainda assim, é melhor recebê-la.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de vacina contra o novo coronavírus (Pixnio)

Em uma entrevista para o Yomiuri Shimbun, o presidente da Associação Médica da Cidade de Kawasaki, médico Toshiaki Okano, afirma que a desvantagem é maior se não receber as doses da vacina contra o novo coronavírus.

Publicidade

“Mesmo que tenha sintomas anafiláticos, reação alérgica aguda, na grande maioria dos casos as pessoas se recuperaram”, explicou, por isso recomenda a inoculação. 

Em geral, acomete mais as pessoas do sexo feminino.

No caso da província de Mie, pouco depois de receber a primeira dose no hospital onde trabalha, no dia 23, começou a aparecer tosse. Após cerca de 1 hora e 20 minutos, surgiu dificuldade respiratória e uma sensação de aperto na garganta.

Atendida em seguida, o médico diagnosticou anafilaxia. Foi internada e teve alta no dia seguinte. Ela relatou que tem diabetes e que no passado já teve reação colateral quando foi vacinada contra hepatite B.

Também explicou sobre o problema do cancelamento de última hora. Se a pessoa deixa de ir, perde-se aquela dose da preciosa vacina.

Explicou que depois de descongelar o frasco, é preciso aplicar todas as doses para não ter desperdício. Por isso, pede que evite cancelar em cima da hora, para que mais pessoas possam ser inoculadas.

Fontes: Yomiuri e Ise Shimbun

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência