Covid-19: Tóquio registra 1.149 casos e 4 mortes

Tóquio registra 1.149 novos pacientes com coronavírus nesta quarta-feira.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de Covid-19 (PM)

Tóquio confirmou 1.149 novos casos e 4 mortes entre pessoas de idades diversas nesta quarta-feira (14), um aumento de 206 pessoas em relação à quarta passada. Esta é a primeira vez desde 13 de maio que o número passa da marca dos 1.000.

Publicidade

Durante a quarta onda, o maior número registrado foi 1.141 em 8 de maio.

Em comparação com a quarta-feira da semana anterior, o número de infectados aumentou em 229. Este é o vigésimo quinto dia consecutivo em que o número de infectados ultrapassa o mesmo dia da semana anterior.

A média de infectados nos últimos 7 dias foi de 823,3 pessoas, e é 30,3% maior do que na semana passada. “A taxa de aumento é muito preocupante. Não conseguimos ver uma tendência de queda, e há a possiblidade de continuar aumentando. Peço para todos evitarem o contato com outras pessoas”, comenta autoridades de Tóquio.

Segundo as autoridades, dentre os infectados:

  • 72 têm idade inferior a 10 anos
  • 424 são jovens entre 10 a 30 anos
  • 423 têm entre 30 a 50 anos
  • 197 são adultos entre 50 e 70 anos
  • 33 são idosos com mais de 70

Embora o número de casos entre idosos seja baixo, 47% dos infectados são pessoas entre 20 a 40 anos.

Até o momento, Tóquio registrou 184.119 infectados. O número de pacientes em estado grave totaliza 62, uma queda de 1 pessoa.

O número de pacientes internados totaliza 2.023, um aumento de 37 pessoas em relação ao dia anterior, e a taxa de ocupação de leitos é de 34,4%.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pesquisadores de Mie descobrem que golfinhos bocejam

Publicado em 15 de julho de 2021, em Curiosidades

Ainda não se sabia que os golfinhos bocejam, até que os pesquisadores conseguiram registrar isso em vídeo!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fotografia de um dos golfinhos bocejando (Univ. Mie via Chunichi)

Uma equipe de pesquisa da Universidade de Mie anunciou na terça-feira (13) uma descoberta sobre o comportamento dos golfinhos-nariz-de-garrafa mantidos no aquário de Minami Chita Beach Land, em Aichi. 

Publicidade

Foi a primeira vez no mundo que o bocejo foi confirmado em mamíferos aquáticos, como baleias e orcas.

O bocejo tem sido tradicionalmente associado à respiração, mas também pode ser feito sem respirar. Por isso, a equipe gostaria de propor uma mudança nessa definição.

Akiko Enoki – doutoranda do terceiro ano – da Universidade de Mie observava três golfinhos nariz-de-garrafa por 14 dias, quando registrou 5 bocejos, com movimentos lentos de abrir e fechar a boca.

A gravação do vídeo confirmou que os olhos fechavam enquanto nadavam lentamente. Além disso, quando um dos golfinhos subiu à superfície para respirar foi confirmado um bocejo.  

Esse comportamento foi observado durante o período de inatividade, quando os golfinhos estavam supostamente em repouso, como flutuando na superfície da água ou nadando lentamente com os olhos fechados.

Mudança de paradigma do ato de bocejar

Quando se está com sono o bocejo ocorre naturalmente, não apenas nos humanos, mas também em outros seres como macacos, pássaros, salamandras, sapos e outros. 

Segundo a ciência, tem a função de enviar oxigênio ao cérebro e dar uma clareza temporária à consciência. A etologia explica que “a boca é aberta lentamente para respirar o ar e, depois que atinge seu tamanho máximo, exala o ar para fechá-la”.

Desta vez, bocejar na água não envolve respirar e não se encaixa na definição anterior. O professor associado Tadamichi Morisaka, da cadeira de etologia, da equipe de pesquisa, acha que “o ato de abrir bem a boca pode ter o efeito de despertar a sonolência”. De acordo com observações reais, os golfinhos também tendem a se tornar temporariamente ativos após bocejar.

Fontes: Chunichi e Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência