Pesquisadores de Mie descobrem que golfinhos bocejam

Ainda não se sabia que os golfinhos bocejam, até que os pesquisadores conseguiram registrar isso em vídeo!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fotografia de um dos golfinhos bocejando (Univ. Mie via Chunichi)

Uma equipe de pesquisa da Universidade de Mie anunciou na terça-feira (13) uma descoberta sobre o comportamento dos golfinhos-nariz-de-garrafa mantidos no aquário de Minami Chita Beach Land, em Aichi. 

Publicidade

Foi a primeira vez no mundo que o bocejo foi confirmado em mamíferos aquáticos, como baleias e orcas.

O bocejo tem sido tradicionalmente associado à respiração, mas também pode ser feito sem respirar. Por isso, a equipe gostaria de propor uma mudança nessa definição.

Akiko Enoki – doutoranda do terceiro ano – da Universidade de Mie observava três golfinhos nariz-de-garrafa por 14 dias, quando registrou 5 bocejos, com movimentos lentos de abrir e fechar a boca.

A gravação do vídeo confirmou que os olhos fechavam enquanto nadavam lentamente. Além disso, quando um dos golfinhos subiu à superfície para respirar foi confirmado um bocejo.  

Esse comportamento foi observado durante o período de inatividade, quando os golfinhos estavam supostamente em repouso, como flutuando na superfície da água ou nadando lentamente com os olhos fechados.

Mudança de paradigma do ato de bocejar

Quando se está com sono o bocejo ocorre naturalmente, não apenas nos humanos, mas também em outros seres como macacos, pássaros, salamandras, sapos e outros. 

Segundo a ciência, tem a função de enviar oxigênio ao cérebro e dar uma clareza temporária à consciência. A etologia explica que “a boca é aberta lentamente para respirar o ar e, depois que atinge seu tamanho máximo, exala o ar para fechá-la”.

Desta vez, bocejar na água não envolve respirar e não se encaixa na definição anterior. O professor associado Tadamichi Morisaka, da cadeira de etologia, da equipe de pesquisa, acha que “o ato de abrir bem a boca pode ter o efeito de despertar a sonolência”. De acordo com observações reais, os golfinhos também tendem a se tornar temporariamente ativos após bocejar.

Fontes: Chunichi e Asahi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Indonésia é um novo epicentro do coronavírus no Sudeste Asiático

Publicado em 15 de julho de 2021, em Ásia

O surto na Indonésia revela as consequências de uma distribuição desigual de vacinas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Enfermeira administrando vacina no Centro de Saúde Sedayu em Yogyakarta, Indonésia (banco de imagens)

O número de casos diários de coronavírus na Indonésia ultrapassou o da Índia, tornando a nação um novo epicentro do coronavírus no Sudeste Asiático, enquanto a propagação da altamente contagiosa variante Delta conduz as infecções na maior economia da região.

Publicidade

A contagem de casos diários do país passou de 40 mil por dois dias consecutivos – incluindo um recorde 48.899 na terça-feira (13) – alta dos menos de 10 mil há um mês.

Autoridades estão preocupadas pelo fato da nova variante mais transmissível estar agora se espalhando para fora da principal ilha do país, Java, e isso poderia sobrecarregar o trabalho de profissionais da saúde, assim como fornecimentos de oxigênio e medicamentos.

Os atuais números da Indonésia ainda estão longe do pico de 400 mil casos diários registrados em maio  na Índia com uma população 5 vezes maior. A Índia disse que infecções diária caíram para menos de 33 mil na terça-feira, visto que seu surto devastador diminui.

A Indonésia registrou 907 mortes diárias em média ao longo dos últimos 7 dias comparado com somente 181 há 1 mês, enquanto a Índia reportou uma média de 1.072 óbitos diários.

Países em desenvolvimento estão enfrentando dificuldades para conter o vírus – principalmente a rápida propagação da Delta – mesmo com programas de vacinação permitindo que a vida volte ao normal em países como EUA e Reino Unido.

O surto na Indonésia revela as conseqüências de uma distribuição desigual de vacinas, em que países mais ricos garantiram mais do fornecimento e deixaram nações mais pobres expostas a surtos de variantes como a Delta.

Sem doses adequadas, o mundo em desenvolvimento está sustentando a parte mais pesada dos casos e mortes. Óbitos globais chegaram a 4 milhões no início deste mês.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência