Japão iniciará teste com uso de prova de vacinação em restaurantes

O experimento também será realizado em estádios de esportes, locais de música ao vivo de pequeno porte e cinemas.

Ilustrativa (banco de imagens)

O governo japonês começará, a partir deste mês, a testar o uso de prova de vacinação contra Covid-19 em restaurantes e outros lugares em 13 províncias após ele ter relaxado restrições para prevenir a propagação de infecções por coronavírus.

Publicidade

O experimento, que também será realizado em estádios de esportes, locais de música ao vivo de pequeno porte e cinemas, visa confirmar se a verificação da prova de vacinação ou resultado de teste negativo podem ser conduzidos estavelmente.

O teste também vai verificar os procedimentos para responder a uma situação quando as infecções são descobertas após a realização de eventos, com medidas para incluir um registro de todos os visitantes.

O experimento é realizado com a completa suspensão do estado de emergência da Covid-19 do Japão na sexta-feira (1º), após um declínio estável no número de novos casos e da pressão reduzida sobre o sistema médico do país.

O governo planeja relaxar as restrições em estágios para trazer de volta as atividades sociais e econômicas.

Usando o experimento como quadro, o governo visa evitar a imposição de medidas rigorosas de forma uniforme e continuar atividades econômicas mesmo se a nação for atingida por uma outra onda de infecções no futuro.

Sob o experimento, medidas antivírus serão flexibilizadas se os clientes provarem que estão completamente vacinados ou apresentarem teste com resultado negativo para Covid-19. O governo planeja conduzir o experimento no setor do turismo no futuro, disse.

Em restaurantes, grupos de 5 ou mais pessoas poderão jantar juntas, e os horários de abertura podem ser estendidos desde que os estabelecimentos sejam certificados por governos locais como tendo adotado medidas necessárias para prevenir infecções.

O experimento em eventos de grande escala começará na quarta-feira (6) em uma partida de futebol da J-League na província de Aichi, autorizando a entrada de mais de 10 mil espectadores, o atual limite adotado por um mês pelo governo.

Em tais eventos, incluindo campeonatos de ginástica mundiais, o governo empregará tecnologia capaz de detectar a concentração de multidões e a taxa de pessoas usando máscara, disse.

Os nomes de restaurantes, bares, cinemas e locais de música participantes serão revelados posteriormente, de acordo com o governo, o qual também medirá a ventilação em tais lugares.

As 13 províncias sujeitas ao experimento são Hokkaido, Saitama, Chiba, Kanagawa, Aichi, Ishikawa, Shiga, Quioto, Osaka, Hyogo, Fukuoka, Kumamoto e Okinawa.

Fonte: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Sinais de problemas surgem para a economia chinesa

Publicado em 3 de outubro de 2021, em Ásia

Blackouts na China estão reduzindo o ritmo de produção em fábricas no país, mas isso é apenas a ponta do iceberg.

Notas de 100 yuan (banco de imagens)

Apagões na China estão reduzindo o ritmo de produção em fábricas no país, mas a escassez de energia é apenas a ponta do iceberg para a economia da nação.

Publicidade

Autoridades em várias partes do país estão implementando apagões contínuos em meio a uma escassez de energia. Alguns duraram mais de 12 horas.

Isso ocorre quando limites sobre fornecimento de energia foram expandidos no mês passado no país. Mídias locais dizem que a situação afeta mais de 20 províncias.

Uma delas é Guangdong, lar para um grande número de fabricantes. Restrições de energia forçaram algumas fábricas e fecharem temporariamente.

Outras estão operando à noite, quando não há limites sobre o uso de eletricidade.

Há duas principais razões para a escassez de energia

Uma é o preço em alta do carvão e outra é regulamentação mais rigorosa relacionada ao meio ambiente.

O governo visa tornar a China neutra em carbono até 2060 e notificou cada província em agosto sobre quão bem elas estavam se saindo em relação a essa meta.

Acredita-se que as províncias que não atenderam suas metas restringiram seus fornecimentos de energia.

Uma outra preocupação para a economia chinesa é o problema no mercado imobiliário.

O governo vem limitando o empréstimo por empresas de construção desde o ano passado em um esforço para evitar uma bolha de propriedade.

Isso levou a uma crise de débito na Evergrande, a segunda maior construtora do país, a qual alguns analistas dizem afetar o sistema financeiro inteiro.

Eles também dizem que outras companhias poderiam em breve enfrentar destinos similares.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros