Mulheres têm mais probabilidade de sofrer Covid longa, mostra estudo

A pesquisa foi conduzida com pessoas que contraíram Covid-19 e que participaram de um estudo após suas recuperações entre fevereiro de 2020 e março deste ano.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mulher de máscara higienizando as mãos (ilustrativa/banco de imagens)

As mulheres têm mais probabilidade do que os homens de sofrer condições pós-covid-19, como fadiga e distúrbios no paladar, mostrou uma pesquisa feita pelo Centro Nacional do Japão para Saúde Global e Medicina nesta sexta-feira (15).

Segundo o estudo, as mulheres são cerca de duas vezes mais propensas a ter fadiga e têm três vezes maior probabilidade de sofrer queda de cabelo.

A pesquisa foi conduzida com pessoas que contraíram Covid-19 e que participaram de um estudo após suas recuperações entre fevereiro de 2020 e março deste ano, com 457 pessoas respondendo.

Perguntas cobriram assuntos como efeitos posteriores, geralmente chamados de Covid longa, e sintomas precoces de infecções por coronavírus.

Comparadas com os homens, as mulheres também são 60% mais propensas a sofrerem problemas no paladar e têm cerca de 90% mais probabilidade de sustentar distúrbios do olfato, de acordo com a pesquisa.

Problemas de paladar e olfato tendem a ser vistos entre pessoas jovens ou magras.

De acordo com a pesquisa, 120 pessoas, ou cerca de 26% do total, tiveram condições de pós-covid seis meses após desenvolverem sintomas do coronavírus, e 40 pessoas, ou cerca de 9%, sofreram Covid longa 1 ano depois.

Algumas pessoas que apresentaram sintomas leves da Covid-19 sofreram efeitos posteriores prolongados.

“Homens, pessoas mais velhas e obesas estão sob maior risco de desenvolver sintomas graves no estágio inicial da infecção, mas grupos completamente diferentes têm maiores riscos ou efeitos posteriores, como distúrbios do paladar”, disse Shinichiro Morioka, chefe do departamento internacional de doenças infecciosas do centro. “As razões não são conhecidas”, disse.

A melhor maneira de prevenir os efeitos posteriores da Covid-19 é não contrair a doença em primeiro lugar, disse Morioka, pedindo às pessoas que se vacinem e usem máscara.

Fonte: Japan Times

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Toyota corta produção global para novembro

Publicado em 15 de outubro de 2021, em Notícias do Mundo

A Toyota disse que produziria entre 100.000 e 150.000 veículos a menos do que o originalmente planejado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A montadora japonesa cortou plano de produção global em 15% no mês de novembro (banco de imagens)

A Toyota cortou na sexta-feira (15) sua produção global planejada para novembro em cerca de 15% devido à atual escassez de chips, mas indicou que aumentaria a produção a partir de dezembro ao continuar com sua mais recente meta de produção de ano completo.

A principal montadora do Japão disse em um comunicado de imprensa que produziria entre 100.000 e 150.000 veículos a menos em novembro do que ela havia planejado.

A redução ocorre após cortes em setembro e outubro, visto que os fornecimentos de componentes de fábricas na Malásia e Vietnã diminuíram devido ao aumento das infecções por Covid-19 nesses países, forçando a Toyota a reduzir sua meta de produção para o ano até 31 de março de 2022 em 300 mil veículos, para 9 milhões.

Na sexta-feira, a companhia persistiu nessa previsão, o que significa que ela terá que aumentar a produção para o restante do ano de negócios, dependendo de um declínio nas taxas de infecções por Covid-19 no Sudeste Asiático para permitir que fábricas de chips aumentem a produção.

A Toyota quer reiniciar em dezembro a produção reduzida e está pedindo às fornecedoras de componentes no Sudeste Asiático que aumentem os envios para que ela possa recuperar parte da produção perdida, disseram três fontes com conhecimento dos planos da montadora à Reuters.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades