O pior da crise da Covid-19 já passou para a indústria de companhias aéreas

O chefe da IATA pede por regras de viagem mais simples e menos restrições de fronteiras para ajudar o setor a se recuperar.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Passageiros na fila do check in em aeroporto (banco de imagens)

A Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) disse que a pior fase para a indústria de companhias aéreas  passou, mas pediu aos governos que simplifiquem regras de viagem e abram fronteiras para ajudar o setor da aviação a operar dentro do que é atualmente a fase “endêmica” do vírus.

Publicidade

Os prejuízos totais da indústria devem cair para US$11,6 bilhões em 2022, de acordo com as previsões mais recentes, o que significaria uma perda líquida de mais de US$200 bilhões em 3 anos como resultado da Covid-19.

O diretor-geral da IATA, Willie Walsh, disse: “passamos o ponto mais profundo da crise. Enquanto questões graves continuem, o caminho da recuperação está começando a aparecer”.

Walsh pediu por harmonização das restrições de viagem. Tendo em conta dados melhorados, conhecimento, vacinas e testes, ele disse: “a ideia de que medidas que colocamos em vigor em fevereiro de 2020 são relevantes hoje é sem sentido”.

“Restrições de viagem são uma rede de regras complexas e confusas com pouca consistência entre elas. E há pouca evidência para sustentar as contínuas restrições de fronteiras e caos econômico que elas criaram”, continuou ele.

“Onde pessoas estão completamente vacinadas, elas deveriam ter permissão para viajar sem restrição ou teste”.

Fonte: The Guardian

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Terremoto de intensidade forte 5 abala Aomori

Publicado em 6 de outubro de 2021, em Sociedade

O epicentro foi na costa de Iwate, o que causou um tremor de intensidade 5 forte em Aomori.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Em laranja e amarelo são os locais onde os tremores foram de intensidade 4 a 5 forte (WeatherNews)

Segundo informações da AMJ – Agência de Meteorologia do Japão, ocorreu um terremoto de magnitude 5,9, por volta das 2h46 de quarta-feira (6), com epicentro na costa de Iwate, a 56km de profundidade.

Publicidade

Na cidade de Hashikami (Aomori) o tremor foi de intensidade 5 forte, enquanto em Hachinohe, Nambu e Morioka (Aomori) a intensidade foi de 5 fraca.

Abalos de intensidade sísmica 4 a 1 ocorreram nas províncias de Aomori, Iwate, Hokkaido, Miyagi, Akita, Yamagata, Fukushima e parte de Kanto.

Não houve risco de tsunami.

Em relação aos danos, até as 7h de quarta-feira, em Iwate-cho (Iwate), soube-se que um aparelho de tevê caiu sobre a cabeça de uma idosa, na faixa dos 80, e que um semáforo quebrou e bloqueou a rodovia 4.

Em Hachinohe (Aomori), uma mulher na casa dos 60, teve o ombro ferido porque tentou segurar os móveis da casa.

A AMJ alerta a população das áreas com tremor mais forte sobre a possibilidade de réplicas de intensidade sísmica máxima de 5.

Fontes: AMJ, FNN, Yahoo!, NHK e WeatherNews

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância