Covid-19: governo permitirá combinação de vacinas diferentes para doses de reforço

O governo japonês decidiu permitir a combinação de vacinas de certas empresas após examinar a eficácia e segurança de tal uso.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A nível nacional, a vacina da Pfizer recebeu aprovação especial para doses de reforço (banco de imagens)

Doses de vacina de reforço contra Covid-19 poderão ser de uma fabricante diferente do que a das duas primeiras doses, disse o ministério na segunda-feira (15).

O governo japonês, em princípio, solicita que a vacina da mesma fabricante seja administrada, mas ele decidiu permitir a combinação de imunizantes de certas empresas após examinar a eficácia e segurança de tal uso.

A estratégia faz parte da política básica para doses de reforço do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar.

Geralmente, uma terceira dose deve ser administrada pelo menos 8 meses após a segunda dose. Entretanto, o ministério decidiu que ela pode ser aplicada após 6 meses se governos municipais sentirem a necessidade baseados em fatores como a situação da infecção por coronavírus, visto que alguns dados sugerem que a eficácia da vacina é reduzida pela metade após cerca de 6 meses da segunda dose.

Seguindo ações de países no Ocidente, o Japão administrará vacinas que usam o mensageiro RNA para doses de reforço.

Baseado em ensaios clínicos no exterior, o governo determinou que não havia problemas para usar vacinas alternativamente produzidas por fabricantes diferentes em termos de eficácia e reações adversas.

A nível nacional, a vacina fabricada pela gigante farmacêutica Pfizer recebeu aprovação especial para doses de reforço, enquanto aquela produzida pela empresa de biotecnologia Moderna está atualmente sob revisão.

Fonte: Yomiuri

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Terça-feira: 154 testados positivo

Publicado em 17 de novembro de 2021, em Sociedade

Foram 48 a menos do que na terça-feira da semana anterior.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

Em 21 províncias e aeroportos o total de testados positivo para o novo coronavírus no Japão na terça-feira (16) foi de 154, sendo que o maior número foi em Hokkaido, com 35.

Tóquio teve 15 novos casos, foram 13 em Saitama, 9 em Kanagawa, 7 em Chiba, 4 em Gunma, 2 em Tochigi e 1 em Ibaraki.

Foram 13 em Osaka, 12 em Hyogo, 7 em Okayama, 5 em Fukuoka, 3 em Quioto, Okinawa e em Shiga, 2 em Hiroshima, 0 em Nagano, Fukui e Shimane.

Na região Tokai foram 8 em Aichi e 2 em Shizuoka, sendo que Mie e Gifu não tiveram nenhum caso. Foi a primeira vez em 8 meses, desde 15 de março, que Gifu tem 0, e em Mie foi pelo terceiro dia consecutivo.

O dia teve 4 óbitos no Japão, sendo 2 em Osaka, 1 em Saitama e em Kanagawa.

O número de pacientes em estado grave caiu para 82, dentre os 803 em tratamento.

Em contrapartida, são 1.705.460 pessoas recuperadas.

No domingo (14) foram realizados 9.302 testes PCR.

Dados de terça-feira, por província (NHK)

Fontes: News Digest, Nagoya TV e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades