Empresas japonesas se juntam a boicote a algodão de Xinjiang

A Sanyo Shokai e a TSI estão entre aquelas respondendo às alegações de trabalho forçado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

 

Fabricantes japonesas de vestuário fazem parte de uma crescente tendência internacional de suspender o uso de algodão da Região Autônoma Uigure de Xinjiang da China, visto que relatos de trabalho forçado e abusos de direitos humanos crescem na região, a qual produz um dos algodões de mais alto grau do mundo.

As japonesas Sanyo Shokai e TSI Holdings decidiram suspender o uso do algodão de Xinjiang após os passos da Mizuno, uma grande fabricante de equipamentos e roupas esportivas, e outras.

A Sanyo Shokai, que vende roupas sob as marcas Paul Stuart, Epoca e Mackintosh Philosophy, suspenderá o uso de algodão de Xinjiang, iniciando na temporada de primavera e verão em 2022.

A TSI, que tem uma variedade de marcas de roupas, incluindo a Nano Universe, soube que algodão originário da região foi usado em algumas de suas mercadorias. Ela eliminou o algodão de Xinjiang de seus produtos para essa temporada de outono-inverno.

A China é a segunda maior produtora de algodão do mundo, com Xinjiang contando por 80% a 90% da produção do país.

Muitos executivos da indústria dizem que é impossível eliminar o algodão de Xinjiang completamente da rede de fornecimento global.

Fonte: Asia Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Segunda-feira: menor número de testados positivos deste ano

Publicado em 23 de novembro de 2021, em Sociedade

Das 47 províncias do país, apenas 12 tiveram novos casos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

Foi o menor número de testados positivo deste ano no Japão, com apenas 50 na segunda-feira (22). Também foi o menor número desde 22 de junho de 2020, portanto, 1 ano e 5 meses.

A província com o maior número foi Kanagawa, com 10 novos casos. Foram 6 em Tóquio e em Hokkaido, 5 em Aichi e em Osaka, 4 em Chiba, 3 em Saitama e 2 em Okinawa. 

Tiveram apenas 1 caso: Niigata, Ibaraki, Yamanashi e Fukuoka.

São 492 pacientes em tratamento, sendo que 63 estão em estado grave. 

O dia teve 2 óbitos, sendo 1 em Chiba e 1 em Tóquio. 

O total de pessoas recuperadas aumentou para 1.706.563.

Dados por província, de segunda-feira (NHK)

Fontes: News Digest, NHK e ANN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades