Facebook vai encerrar sistema de reconhecimento facial

Há preocupações sobre a ética da tecnologia de reconhecimento facial, com questões levantadas sobre privacidade, preconceito racial e precisão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Facebook anuncia fim da ferramenta de reconhecimento facial (banco de imagens)

O Facebook disse que não vai mais usar seu software de reconhecimento facial para identificar rostos em fotos e em vídeos.

Há preocupações crescentes sobre a ética da tecnologia de reconhecimento facial, com questões levantadas sobre privacidade, preconceito racial e precisão.

Reguladoras ainda não forneceram um conjunto de regras claro sobre como ele deveria ser usado, disse a companhia.

Ela enfrenta uma barreira de críticas sobre seu impacto nos usuários. Até agora, os usuários do app de mídia social poderiam escolher para optar pela função que escaneava suas faces em fotos e os notificavam se alguém mais na plataforma havia postado uma foto deles.

Em um post de blog, Jerome Pesenti, vice-presidente de uma empresa de inteligência artificial, disse que “em meio a essa incerteza contínua, acreditamos que limitar o uso de reconhecimento facial para um menor conjunto de casos é apropriado”.

Em 2019, um estudo do governo dos EUA sugeriu que algorítimos de reconhecimento facial eram bem menos precisos em identificar faces afro-americanos e asiáticas comparado a caucasianas.

No ano passado, o Facebook também chegou a um acordo envolvendo uma disputa jurídica sobre a maneira que ele escaneia e marca fotos.

O caso está em curso desde 2015 e foi concordado que a empresa pagaria US$550 milhões a um grupo de usuários em Illinois o qual argumentou que sua ferramenta de reconhecimento facial estava em violação às leis de privacidade do estado.

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Ordem de proibição de se aproximar da ex-namorada não impediu de matá-la

Publicado em 3 de novembro de 2021, em Crime

Uma japonesa foi assassinada pelo ex-namorado, com ordem de proibição de se aproximar dela.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O local do crime está coberto por uma lona azul (FNN)

Um japonês, assalariado, de 52 anos, 篠田勝治, foi preso na terça-feira (2), suspeito de assassinato da ex-namorada, 内田理恵, de 49 anos.

Ele tinha ordem de proibição de se aproximar dela por causa da denúncia de perseguição (stalking), mas isso não o impediu de abordá-la, depois da meia-noite de segunda-feira (1.º). 

O ataque e homicídio foram em frente ao prédio onde mora, situado em Kokurakita-ku, cidade de Kitakyushu (Fukuoka). A japonesa foi encontrada morta perto da escadaria, esfaqueada, em mais de uma dezena de locais, por um canivete.

Uchida disse para a polícia, durante o interrogatório, que “fiquei esperando ela voltar para casa, discutimos e a briga me deixou com raiva, por isso, esfaqueei”.

Segundo a polícia, os dois tiveram um relacionamento no período de setembro a 12 de outubro, quando romperam. Como ele começou a persegui-la, o denunciou em 14 e desde o dia 20 estava com ordem de proibição de se aproximar da vítima, com instruções dadas pelos policiais.

Fontes: FNN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades