Gifu: médicos contratados aplicaram dose inferior da vacina

Com esse erro, descobriu-se que grande parte dos vacinados com dose inferior não tinham níveis suficientes de anticorpos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de médico com frasco da vacina Pfizer (Wikimedia)

A prefeitura da cidade de Gifu (província homônima), informou na quinta-feira (18), que os médicos de uma instituição contratada aplicaram a vacina em dose inferior. As 60 doses foram aplicadas em 104 pessoas

Foi realizado um exame em 55 pessoas inoculadas, cujo resultado apontou que 51 não tinham níveis de anticorpos suficientes. Além desse erro, algumas das doses estavam com o prazo expirado.

Segundo a prefeitura, a vacina usada foi a da americana Pfizer. Os médicos justificaram dizendo que “a quantidade foi decidida de acordo com a condição física”. A prefeitura cancelará o contrato com essa instituição médico-hospitalar e fará a reinoculação.

Essa ocorrência foi entre maio e outubro. Os médicos decidiram a quantidade da dose da vacina a seu critério, sem conferir o guia distribuído pela cidade e o uso da vacina. 

Em setembro uma pessoa da família de um desses inoculados consultou a prefeitura, por isso o caso foi descoberto. 

Fonte: Sankei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Dois presos por fraude no benefício do governo, de ¥370 milhões

Publicado em 19 de novembro de 2021, em Crime

Os dois japoneses recrutaram pessoas que quisessem fazer a solicitação do benefício de 1 milhão de ienes e ganharam comissão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Os dois japoneses quando foram presos (FNN)

Na quinta-feira (18), o Departamento de Polícia Metropolitana informou sobre a prisão de dois japoneses, ambos autônomos, identificados como 内山義一容疑者, 50, e 冨久尾満容疑者, 48 anos.

No período em que o número de pessoas infectadas pelo coronavírus foi elevado, o governo concedeu benefícios para pessoas físicas e jurídicas, com a finalidade de dar suporte à continuidade da atividade comercial, chamado de jizokukakyufukin (持続化給付金).

A suspeita inicial sobre os dois é de terem solicitado o benefício para uma mulher na faixa dos 20, de Tóquio, mentindo que seu faturamento teria caído para a metade. Ela obteve o valor de 1 milhão de ienes e pagou 300 mil ienes como comissão para os dois.

Segundo a polícia, eles recrutavam os candidatos através da rede social Instagram. Dos cerca de 380 casos de solicitação obtiveram sucesso em 370 deles, levantando 370 milhões de ienes

Teriam recebido 111 milhões de ienes como comissão pelo sucesso das ações fraudulentas. Na delegacia os dois japoneses teriam admitido o que fizeram.

Fontes: ANN e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades