Japão: quarentena reduzida a 3 dias, condicionalmente para passageiros do exterior

Como a epidemia do novo coronavírus no Japão está controlada, o governo relaxou as condições para entrada dos estrangeiros.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Passageiros no aeroporto (NHK)

A partir das 10h de segunda-feira (8) já está valendo a nova medida contra a infecção pelo coronavírus nos aeroportos internacionais, para os passageiros japoneses e estrangeiros que chegam do exterior, sem restrição dos países, desde que cumpra as condições.

Nas medidas de fronteiras, anteriormente, os passageiros deveriam ficar em quarentena em casa ou no hotel por 14 dias, depois esse período foi reduzido a 10 dias, desde que o passageiro comprovasse a vacinação contra Covid-19 no seu país. 

Sem restrição aos países e condições para entrada

A partir de segunda-feira, o prazo de quarentena foi reduzido para 3 dias, para os estrangeiros com finalidade de negócios ou trabalho, aos residentes de longa duração, estudantes e estagiários técnicos, sem restringir os países de origem.

Uma das condições é que as empresas ou instituições de ensino que os recebem monitorem seu estado durante esses 3 dias. Outras condições impostas são que tenham recebido uma das vacinas usadas no Japão – Pfizer ou Moderna, apresentação do plano de atividades e aprovação do ministério competente e comprovante do teste PCR com resultado negativo.

Queda expressiva de entrada de estrangeiros

O governo continua regulando a entrada de até 3,5 mil passageiros do exterior por dia, incluindo os japoneses.

O número de estrangeiros que têm status de residência no Japão, mas não puderam entrar no país, é de cerca de 370 mil pessoas. Por esta razão, o governo decidiu permitir que os estrangeiros com status de residência no Japão possam entrar em etapas. 

O número de visitantes ao Japão, incluindo os cidadãos japoneses, em janeiro de 2020, pouco antes da propagação da infecção por corona surgir no Japão, foi de 4.326.835. Devido à proibição de entrada de estrangeiros, o número em setembro deste ano caiu para 65.863.

Call center do governo para explicações

O MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência instalou um call center dedicado a partir das 9h de segunda-feira para responder a consultas básicas das empresas e entidades que aceitam estrangeiros sobre essa mudança nas medidas de fronteira.

O número é 03-3595-2176, com atendimento das das 9h às 21h, inclusive aos sábados e domingos.

Fontes: Yomiuri e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão criará esquema para subsidiar produção doméstica de chips

Publicado em 8 de novembro de 2021, em Sociedade

Companhias serão elegíveis para os subsídios na condição de que elas aumentem a produção de chips em épocas de escassez.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

O Japão criará um esquema para subsidiar a construção de fábricas domésticas de chips com uma nova planta planejada pela TSMC de Taiwan provavelmente sendo a primeira beneficiária, divulgou o jornal Nikkei na segunda-feira (8).

O governo vai separar várias centenas de bilhões de ienes sob o orçamento suplementar deste ano para criar fundos na NEDO, um órgão estatal que promove pesquisa e desenvolvimento de energia e tecnologia industrial, disse o jornal.

Companhias serão elegíveis para os subsídios na condição de que elas aumentem a produção de chips em épocas de escassez, disse o Nikkei sem citar fontes.

O primeiro-ministro Fumio Kishida prometeu colocar a segurança econômica entre suas políticas prioritárias, incluindo o aumento da produção doméstica de semicondutores.

Provavelmente o governo subsidiará até metade do investimento estimado de ¥1 trilhão (US$8,8 bilhões) para a construção de uma fábrica na província de Kumamoto, no sul do Japão, disse o Nikkei.

Funcionários do governo não estavam disponíveis para comentários imediatamente.

A planta em Kumamoto deverá produzir semicondutores para automóveis, sensores de imagem de câmeras e outros produtos que foram atingidos por uma falta global de chips, e é provável que inicie as operações até o ano 2024, disse o jornal.

O governo apresentará uma legislação em uma sessão parlamentar extraordinária a ser convocada em dezembro, disse o Nikkei.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades