China alerta que nações vão ‘pagar preço’ por boicote olímpico

As relações entre as nações que estão boicotando os Jogos de Inverno de Pequim e a China a têm estado tensas nos últimos anos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bandeira da China e medalha olímpica (ilustrativa/banco de imagens)

A China alertou países que anunciaram um boicote diplomático das Olimpíadas de Inverno de Pequim que eles “pagarão o preço por seus atos incorretos”.

Publicidade

Os EUA, Reino Unido, Austrália e Canadá não enviarão representantes do governo aos Jogos por preocupações com o registro de direitos humanos da China.

Isso inclui alegações disseminadas de abuso contra o grupo minoritário de uigures.

A França, que sediará os próximos Jogos de Verão, disse que não se juntaria ao boicote.

As Olimpíadas de Inverno devem ocorrer na cidade de Pequim em fevereiro de 2022.

“Os EUA, Reino Unido e Austrália usaram a plataforma olímpica para manipulação política”, disse Wang Wenbin, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores chinês.

A mídia estatal chinesa afirmou na quarta-feira (7) que Pequim “nunca planejou convidar políticos dos EUA e de países ocidentais que promovem o tópico ‘boicote’”.

Os EUA foram o primeiro país a anunciar um boicote diplomático, com a Austrália, Canadá e Reino Unido seguindo depois.

As relações entre as nações que estão boicotando os Jogos de Inverno de Pequim e a China a têm estado tensas nos últimos anos.

Os EUA acusam a China de genocídio em sua repressão dos uigures e grupos muçulmanos minoritários na região de Xinjiang. A China nega todas as alegações de abusos de direitos humanos dizendo que sua rede de campos de detenção em Xinjiang é voltada para reeducação de uigures e outros muçulmanos.

As relações também ficaram mais tensas devido a medidas repressivas sobre liberdades políticas em Hong Kong e preocupações com a jogadora de tênis chinesa Peng Shuai, que não foi vista por semanas após ela acusar um alto funcionário do governo de abuso sexual.

As relações com o Canadá também têm estado turbulentas pela prisão de uma executiva da chinesa da Huawei e a subsequente detenção de dois canadenses na China. Todos os três foram soltos no início deste ano.

A Nova Zelândia não enviará seus oficiais devido à pandemia, mas também levantou preocupações no passado em relação a questões de direitos humanos na China.

Dizem que outros países, incluindo o Japão, estão considerando boicotes diplomáticos aos Jogos.

A Itália diz que não está planejando se juntar ao boicote diplomático. O presidente russo Vladmir Putin aceitou um convite para participar, apesar de seu país ter sido banido de competir devido a um escândalo de doping em 2014.

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Toyota está com parte da produção suspensa

Publicado em 10 de dezembro de 2021, em Economia

A gigantesca montadora japonesa está com as produções suspensas em Aichi e Fukuoka. A esperada normalização não aconteceu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem do logo por Pixabay

A Toyota Motor anunciou, na quinta-feira (9) que as plantas de Tahara, na cidade homônima (Aichi) e de Miyata, na cidade de Miyawaka (Fukuoka) foram parcialmente suspensas a partir de quarta-feira (8). 

Publicidade

Além do atraso na aquisição de peças do Sudeste Asiático, foi afetada pela apertada logística no Japão. A esperada normalização da produção nacional em dezembro não foi alcançada.

A paralisação das linhas da planta de Miyata será até sexta-feira (10), enquanto em Tahara será até sábado (11).

A estimativa é de redução de cerca de 3,5 mil veículos de luxo, o Lexus, modelos SUV, NX, UX e LS.   

A operação da próxima semana em diante ainda está indefinida e informou que fará um julgamento após avaliar a situação.  

A Toyota manterá os 9 milhões de unidades planejadas para produção global no ano fiscal que termina em março de 2021.

Os cortes de produção da Toyota tornaram-se mais sérios desde o verão devido à escassez de corona e semicondutores. A produção nacional caiu fortemente em setembro, 55,3%;  e em outubro, 50,9%. 

Fontes: Sankei, Nikkei e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância