Covid-19: variante ômicron está se espalhando mais rápido do que a delta

Segundo o chefe da OMS, agora há evidência consistente de que a ômicron está se espalhando consideravelmente mais rápido do que a delta.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mutação do coronavírus em 3D (ilustrativa/banco de imagens)

O chefe da Organização Mundial da Saúde – OMS está alertando que a variante ômicron do coronavírus está se espalhando consideravelmente mais rápido do que a delta.

Publicidade

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, falou com repórteres na sede da organização em Genebra, na Suíça, na segunda-feira (20). Essa foi a primeira coletiva de imprensa pessoalmente em cerca de um ano e meio.

“Agora há evidência consistente de que a ômicron está se espalhando consideravelmente mais rápido do que a variante delta”, disse Tedros.

“É mais provável que pessoas que foram vacinadas ou se recuperaram da Covid-19 poderão se infectar ou se reinfectar”, acrescentou ele.

As farmacêuticas Pfizer e Moderna dizem que doses de reforço de suas vacinas contra coronavírus que usam tecnologia mRNA poderiam torná-las eficazes contra a variante ômicron.

A cientista chefe da OMS, Soumya Swaminzthan, disse que seria prematuro em sua opinião chegar à conclusão de que somente vacinas de mRNA são eficazes contra a ômicron.

Tedros se referiu a um estudo conduzido por uma equipe da OMS na cidade chinesa de Wuhan que falhou em apontar a origem do coronavírus.

Ele citou que o estudo foi prejudicado pela falta de transparência e compartilhamento de dados do lado chinês.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

McDonald’s do Japão suspende venda das batatas fritas tamanhos M e L

Publicado em 21 de dezembro de 2021, em Economia

Por um breve período a rede americana vai suspender a venda das batatas fritas de tamanhos M e L.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

McFried Potato (divulgação)

A empresa McDonald’s Japan informou na terça-feira (21) que terá que suspender temporariamente a venda das batatas fritas de tamanhos M e L e pede desculpas aos clientes.

Publicidade

O motivo é que elas vêm da América do Norte e houve um problema de logística no embarque de Vancouver, Canadá, por causa dos danos causados pelas enchentes, além do impacto da pandemia do novo coronavírus na distribuição global.

Embora seja difícil adquirir matérias-primas de maneira estável, “cooperamos com importadores e fornecedores para tomar medidas alternativas proativamente, como arranjar correio aéreo, e continuaremos a fornecer as batatas fritas”, informou em comunicado. 

Serão somente do tamanho S, no período de 24 a 30 de dezembro, para que os clientes continuem a saboreá-las nos combos, sem interrupção. Assim, oferecerá um desconto de ¥50 nos Value Sets.

Nesse período a famosa McFried Potato de tamanhos M e L estará indisponível. 

A batata picadinha e frita (hash) continua normalmente no cardápio.

Fonte: divulgação

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância