Japão aumentará ajuda de vacinas contra Covid-19 para países em desenvolvimento

Resposta do Japão à propagação global da variante ômicron.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Japão planeja fornecer até 60 milhões de doses, e já concedeu metade dessa quantia (ilustrativa/banco de imagens)

O Japão planeja aumentar seu suporte para a entrega de vacinas contra coronavírus a países em desenvolvimento em resposta à propagação global da variante ômicron.

Publicidade

As Nações Unidas estão pedindo pela distribuição mais rápida de vacinas, dizendo que baixos índices de inoculação nas nações em desenvolvimento na África e em outros lugares estão por trás da propagação da nova cepa.

O ministro de relações exteriores, Yoshimasa Hayashi, disse aos repórteres que mesmo se o Japão puder conter a infecção, os riscos continuam se o vírus ainda existir em outros lugares. Ele disse que esforços globais para controlar o coronavírus são essenciais.

O governo japonês prometeu US$1 bilhão de contribuição para a COVAX Facility, um âmbito que busca a distribuição justa de vacinas.

O Japão planeja fornecer até 60 milhões de doses, e já concedeu metade dessa quantia.

O governo planeja acelerar a entrega para o resto dos países em desenvolvimento.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão deve aprovar pílula anticovid da Merck em dezembro

Publicado em 6 de dezembro de 2021, em Sociedade

A pílula da Merck, a molnupiravir, mostrou em testes reduzir mortes e hospitalização em 30% entre casos leves a moderados de Covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa (PM)

O Japão planeja aprovar até o fim deste mês a pílula anticovid da Merck para venda através de um processo rápido destinado a medicamentos candidatos de prioridade, disseram reguladoras na sexta-feira (3).

Publicidade

A unidade japonesa da farmacêutica dos EUA, a MSD (Merck Sharp and Dome), solicitou no mesmo dia ao Ministério da Saúde para fabricar e comercializar o medicamento oral, o molnupiravir.

Se aprovado, o molnupiravir seria o primeiro medicamento oral disponível no Japão para tratar casos leves a moderados da Covid-19.

A Merck e sua parceira dos EUA, a Ridgeback Bhioterapeutics, desenvolveram o molnupiravir como medicamento antiviral. A pílula age para suprimir a replicação do coronavírus no corpo.

O Japão já assinou um contrato de US$1,2 bilhão para 1,6 milhões de doses do medicamento.

Se aprovado, as primeiras 200 mil doses serão distribuídas a hospitais e clínicas neste mês, a outras 400 mil até 31 de março.

Anteriormente, o ministério havia aprovado tratamentos com anticorpos desenvolvidos pela Chugai Pharmaceutical do Japão e da farmacêutica britânica GlaxoSmithKline para tratar casos leves a moderados da Covid-19. Contudo, ambas as opções são administradas via intravenosa ou injeção.

A pílula da Merck pode ser tomada em casa, sem a necessidade de ir ao hospital.

O regime de tratamento envolve duas doses por dia ao longo de cinco dias. A MSD tem a esperança de que esse medicamento seja eficaz contra a variante ômicron do coronavírus.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância