Monte Fuji não deverá entrar em erupção por causa dos terremotos em Yamanashi

Os tremores na manhã de sexta-feira, em Yamanashi, não deverão causar erupção do Monte Fuji.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Monte ícone do Japão (Wikimedia)

Na manhã de sexta-feira (3) ocorreu o terceiro terremoto na província de Yamanashi foi às 6h37, de intensidade máxima 5 fraca na cidade de Otsuki e abalos de 4 em cidades de Kanagawa. 

Publicidade

Segundo a AMJ-Agência de Meteorologia do Japão, o epicentro foi perto do Fujigoko (lago), na área leste da província. “Parece que não está diretamente relacionado às atividades do Monte Fuji”, explicou o representante em coletiva de imprensa.

“A área próxima ao epicentro do terremoto é um local onde houve colisão entre a placa do mar das Filipinas, no lado do mar, onde a Península de Izu está sobre ela, e a placa do lado da terra. É um lugar onde terremotos ocorreram repetidamente no passado. Não parece estar diretamente relacionado com as atividades do Monte Fuji“, explicou. 

Além disso, como uma das atividades confirmadas quando o vulcanismo do Monte Fuji aumenta, acredita-se que sejam terremotos muito pequenos na escala denominados de profundos de baixa frequência, que ocorrem de 10 a 20km abaixo do solo no lado nordeste. Não houve alteração nesses dados de observação, nem antes e nem depois desse terremoto de hoje”, detalhou.

“O Monte Fuji fica a 30 ou 40km de distância do epicentro, por isso, não acredito que tenha relação direta”, disse, negando a possibilidade de erupção.

Fontes: ANN e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Variante ômicron do coronavírus se torna dominante na África do Sul

Publicado em 3 de dezembro de 2021, em Notícias do Mundo

A África do Sul foi o primeiro país a reportar sobre a nova variante altamente mutante.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Supermercado em Cape Town, África do Sul (banco de imagens)

A nova variante ômicron do coronavírus agora se tornou dominante na África do Sul e está conduzindo a um aumento acentuado em novas infecções, disseram autoridades da saúde.

Publicidade

Cerca de 11,5 mil novas infecções por Covid-19 foram registradas nos números diários mais recentes.

É um aumento acentuado sobre os 8,5 mil casos confirmados no dia anterior.

Em contraste, infecções diárias estavam variando entre 200 e 300 em meados de novembro, disse um importante cientista sul-africano à rede BBC.

A ômicron foi detectada em pelo menos 26 países, de acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS.

Aqueles que já foram infectados por outras variantes do coronavírus não parecem estar protegidos contra a ômicron, mas ainda acredita-se que vacinas protejam contra doença grave, de acordo com cientistas importantes do órgão de saúde global e do Instituto para Doenças Comunicáveis do Instituto Nacional da África do Sul (NICD).

O quadro inteiro na África do Sul não se tornará claro até “as pessoas ficarem tão doentes que precisarão ir ao hospital”, o que geralmente é de “3 a 4 semanas depois”, diz o professor Salim Abdool Kalim da Força-Tarefa para Coronavírus da África.

“Mas o feedback que estamos recebendo é que não há bandeiras vermelhas realmente– não estamos vendo algo dramaticamente diferente, o que estamos vendo é o que estamos acostumados a ver”, disse ele ao programa Newsday da BBC.

A África do Sul foi o primeiro país a reportar sobre a nova variante altamente mutante. O NICD diz que mais de 70% de todos os genomas do vírus que ela sequenciou no mês passado foram da nova cepa.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância