Carro invade sorveteria no último dia do ano

Um veículo de passeio entrou com tudo na sorveteria quebrando as vidraças, derrubando mesas e cadeiras, até atingir um balcão de vidro.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Sorveteria foi seriamente danificada pelo carro (ANN)

A casa de sorvetes Baskin Robbins, também conhecida com 31, situada em Sakura-ku, cidade de Saitama (província homônima), foi invadida por um carro de passeio, na tarde de sexta-feira (31). 

Publicidade

Segundo informações da polícia, o carro só parou depois de quebrar a vidraça e encostar no balcão de vidro

Só parou ao chocar contra o balcão de vidro (ANN)

Cacos e estilhaços foram espalhados dentro e fora da loja, mas ninguém – clientes e funcionários – se feriu, incluindo o motorista.

A polícia não informou sobre o motorista. Apenas divulgou que verificou os detalhes do acidente ouvindo-o.

O local fica a 2,5km da estação da JR Minani-Yono.

Acidente visto pelo lado de fora (ANN)

Fonte: ANN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Jornalistas que foram assassinados e feitos reféns em 2021

Publicado em 3 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

Os jornalistas internacionais que fazem coberturas em locais perigosos, como de guerras e narcotráficos, correm risco de vida e 45 foram mortos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Infográfico mostra onde os jornalistas foram assassinados: IFJ

De acordo com a IFJ-Federação Internacional de Jornalistas, em divulgação no último dia do ano, sexta-feira (31), 45 jornalistas foram mortos em 20 países no ano de 2021. Nove deles morreram no Afeganistão, mas o total da Ásia-Pacífico, é de 20, e 8 no México.

Publicidade

Nos últimos anos, a IFJ advertiu que, embora o risco de conflito armado tenha diminuído devido à diminuição da cobertura do campo de batalha, o número de assassinatos relacionados a gângsteres e organizações do narcotráfico aumentaram no México, Grécia e Holanda.

“O número representa um dos menores índices de mortalidade desde que a IFJ começou a publicar relatórios anuais sobre jornalistas mortos em incidentes relacionados ao trabalho, incluindo assassinatos seletivos, mortes em fogo cruzado e ataques a bomba”, informou.

Essa análise é feita desde 1991. No total acumulado 2.721 jornalistas foram mortos ao redor do mundo.

Esses 45 colegas que perdemos para a violência este ano nos lembram do terrível sacrifício que jornalistas de todo o mundo continuam a pagar para servir ao interesse público e continuamos em dívida com eles e com milhares de outros que pagaram o preço final”, disse o secretário-geral da IFJ, Anthony Bellanger.

Os Repórteres Sem Fronteiras também apontaram no relatório anual de 2021 que, embora o número de assassinatos tenha sido o menor dos últimos 20 anos, 488 jornalistas, incluindo 60 mulheres, foram detidos em todo o mundo.

Além disso, 65 jornalistas e repórteres foram feitos reféns.

Fontes: divulgação e ANN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância