Confinamento de 4 mil crianças em cidade da China que está em lockdown

A cidade parou, as pessoas estão proibidas de sair e as crianças foram encaminhadas para um gigantesco centro de isolamento.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem da cidade de Anyang e coronavírus (ambas Wikimedia)

Na terça-feira (11) a cidade de Anyang, província de Henan, localizada na área central da China, 4.040 crianças e adolescentes das escolas foram enviadas para um centro de isolamento, vestidos com roupas de proteção e máscaras. 

Publicidade

A cidade tem 5,5 milhões de habitantes e 84 testaram positivo para o coronavírus, por isso, além desse confinamento dos estudantes, foi decretado lockdown. O primeiro caso foi descoberto no sábado (8), por contágio comunitário.

Os moradores foram proibidos de sair, exceto para os testes do coronavírus em larga escala, e todas as fábricas e estabelecimentos comerciais foram fechados, exceto as indústrias essenciais à vida cotidiana.

Post 1: Como os moradores não desceram obedientemente para fazer os testes, a polícia foi ao apartamento buscá-las, na tradução livre.
Post 2: Como a moradora não conseguiu abrir a porta por causa da fechadura, o teste foi feito pela janela, na tradução livre.

De acordo com autoridades de saúde locais, a infecção se espalhou após o retorno dos estudantes universitários, em 28 do mês passado, que entraram em Anyang, vindos de Tianjin, no norte da China, com a variante ômicron. 

Com o lockdown a cidade espera conter o surto de ômicron.

Veja os posts das crianças indo para o confinamento, no Twitter.

Fontes: CNN, El Telégrafo e Europa Press

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Militar de Aichi é preso por abuso sexual de menor

Publicado em 12 de janeiro de 2022, em Crime

Ele e a garota se conheceram pelo Twitter e trocavam mensagens pelo Instagram. Foram para o motel e o caso foi descoberto.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa do uniforme (Tokai TV)

Um militar da Força Terrestre de Autodefesa do Japão, 22 anos, pertencente à corporação da base de Moriyama, cidade de Nagoia (Aichi), foi preso na terça-feira (11), como suspeito de abuso sexual de menor.

Publicidade

Segundo as informações da polícia, os dois se encontraram em setembro do ano passado, quando a garota tinha 14 anos. Foram para o motel, na cidade de Okazaki (Aichi), mesmo sabendo que era menor, com idade inferior a 18 anos. O encontro não foi realizado sob a condição de pagamento. 

Os dois se conheceram pelo Twitter e depois trocaram mensagens pelo Instagram.

Na delegacia o militar teria admitido dizendo “não há dúvida”.

O major-general Koji Sano, comandante da base de Moriyama, disse: “É lamentável que um membro da base tenha causado tal incidente. Tomaremos medidas rigorosas depois da elucidação do caso”.

Fontes: Nagoya TV e Tokai TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades