Mais de 500 profissionais de saúde em licença, em Okinawa

Com a infecção explosiva e com o maior índice do país, Okinawa está em situação difícil em relação aos hospitais. Isso poderá ocorrer em todo o país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mulher com máscara e SARS-CoV-2 (Pixabay)

Até terça-feira (11), em 21 instituições médicas que aceitam pacientes com covid, o número de trabalhadores da área ausentes devido à infecção ou pelo contato próximo atingiu um recorde de 503 em Okinawa. Os efetivamente testados positivo são 145, sendo que os demais têm suspeita de contato próximo, por isso, estão afastados do trabalho.

Publicidade

Já são 15 hospitais que estão limitando a aceitação dos pacientes de emergência. O governo da província solicitou aos hospitais para garantir um total de 648 leitos para tratamentos dos pacientes com covid, mas não chegou a 70%.  

A tensão é mais grave na ilha principal da província pois já chegou a uma taxa de ocupação de 80%. Por causa dos médicos em licença, a tendência é de piorar a situação.

Em relação aos trabalhadores considerados essenciais, como os das companhias de água, luz, gás, ambulâncias, polícia, escolas, instituições de cuidados dos idosos, creches e outros, há uma séria preocupação de que à medida que aumentem os casos diários, muitos podem ter que entrar em licença.

Pior índice de infecção: 1 a cada 189 testa positivo

Imagem ilustrativa de hospital (Flickr)

Okinawa está com o pior índice de infectados a cada 100 mil habitantes, com 530, pela primeira vez nesta epidemia. Se aplicar esse mesmo índice a Osaka, o número de infectados chegaria a 10 mil por dia. 

Analisando os 775 testados positivo de terça-feira, a maioria é jovem:

  • 61 com menos de 10 anos
  • 121 na faixa teen
  • 262 na casa dos 20
  • 91 na casa dos 30
  • 82 na casa dos 40
  • 72 na casa dos 50
  • 31 na casa dos 60
  • 25 na casa dos 70
  • 17 na casa dos 80 e 
  • 12 na faixa dos 90

Índices de outras províncias

Não há nenhuma outra província com um índice tão elevado quanto Okinawa, mas há algumas que sinalizam muita atenção.

  • Hiroshima com 100, ou seja, a cada mil pessoas 1 testa positivo
  • Yamaguchi com 70 
  • Osaka com 43
  • Tóquio com 39
  • Kagoshima com 37
  • Quioto com 35
  • Shiga com 34
  • Nara com 32 
  • Saga com 28

Na quinta onda, no ano passado, quando o índice passava de 25 já era considerado preocupante, pois a covid com a variante delta causava muito mais pacientes internados em estado grave. Desta vez, são poucos os casos que necessitam de UTI.

Fontes: NHK e Okinawa Times

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Asteroide de 1Km passará ‘perto’ da Terra na próxima semana

Publicado em 12 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

Não há risco de colisão com o planeta, segundo a NASA.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Um asteroide com estimativa de 1Km de diâmetro passará perto da Terra em 18 de janeiro.

Publicidade

Ele passará dentro de 1.93 milhão de quilômetros, movendo-se a uma velocidade de 76.192Km/h, de acordo com o Centro Para Estudos de Objetos Próximos da Terra, que rastreia cometas e asteroides potencialmente perigosos que poderiam colidir com o nosso planeta.

Ninguém espera que ele atinja a Terra, mas é o mais perto que o asteroide virá pelos próximos dois séculos, de acordo com projeções da NASA.

Enquanto seja improvável que o 7482 possa ser visível a olho nu, astrônomos amadores com pequenos telescópios poderão avistá-lo, de acordo com o site EarthSky.com.

Objetos próximos da Terra – NEOs são asteroides e cometas com órbitas que os colocam dentro de 48 milhões de quilômetros do nosso planeta.

Detectar a ameaça dos NEOs, que poderiam potencialmente causar graves danos, é o foco primário da NASA e de outras organizações espaciais em todo o mundo.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância