Nitori e Donki expandem no Sudeste Asiático

A expansão ocorre enquanto lojas de departamento desaparecem da região devido ao comércio eletrônico.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Don Don Donki (no Japão, Don Quijote) e a Nitori estão expandindo no Sudeste Asiático (Wikimedia)

A varejista japonesa de móveis Nitori e a rede de descontos Don Don Donki estão expandindo no Sudeste Asiático, oferecendo produtos de qualidade acessíveis e difíceis de encontrar para conquistar clientes na região.

Publicidade

A expansão ocorre quando lojas de departamento – conhecidas há muito tempo como a face das lojas japonesas – reduzem suas operações na região.

A Nitori é inquilina do amplo shopping LaLaport que foi inaugurado em 20 de janeiro pela Mitsui Fudosan no distrito de moda e entretenimento Bukit Bintang.

Consumidores na Malásia confiam em produtos japoneses, e o mercado oferece “potencial muito forte” disse um porta-voz da Nitori.

A empresa mãe da Nitori, a Nitori Holdings, planeja abrir 20 locais na Malásia nos próximos 5 anos. Ela também se estendeu a Singapura, abrindo a primeira loja em março com uma meta de 10 nos próximos anos.

Embora a Nitori tenha várias lojas no exterior, principalmente na China continental e em Taiwan, elas formam apenas 3% de suas vendas gerais.

A empresa proprietária da Don Don Donki, a Pan Pacific International Holdings, está aumentando sua presença em Singapura, dizendo neste mês que abrirá sua maior loja no shopping Jewel no Aeroporto de Changi até março de 2023.

Após abrir seu primeiro local no Sudeste Asiático em Singapura no ano de 2017, a companhia construiu sua presença na Malásia e Tailândia.

O crescimento da Nitori e da Don Don Donki contrasta totalmente com as dificuldades das lojas de departamento japonesas devido ao comércio online o qual oferece conveniência e variedade de produtos.

Fonte: Asia Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Gifu estende o período de testes gratuitos por causa do aumento de testados positivo

Publicado em 21 de janeiro de 2022, em Sociedade

Em Gifu o total de sexta-feira foi o maior desta epidemia. O prazo para fazer o teste gratuito foi estendido.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fila na V-Drug em Gifu para obter um teste gratuito (Gifu Shimbun)

Pela primeira vez a província de Gifu teve 577 novos casos de infecção pelo coronavírus na sexta-feira (21), aumentando o total cumulativo para 22.362 pessoas. Foi o maior até então.

Publicidade

Como o total de pessoas infectadas na província de Gifu excedeu 400 por dia, na quarta e quinta-feira (20), o número de pessoas assintomáticas e desconfortáveis ​​diante desta epidemia que está recebendo os testes gratuitos aumentou também. 

Nas drogarias onde o governo da província disponibiliza, o número de solicitantes é elevado, chegando a mais de 100 por dia. Por isso, há locais onde os kits têm sido insuficientes.

Tendo em vista essa situação, o governo local decidiu estender o prazo que findaria em 31 deste mês, para o final de fevereiro. 

Em janeiro, entre 3 a 9 foram distribuídos 1.424 testes, sendo que na semana de 10 a 16 foram 3.255 ou 2,3 vezes mais. 

O governo está ampliando as drogarias onde se pode obter os testes – de antígeno e PCR. Em dezembro eram 27 e atualmente são 85. 

Fonte: Gifu Shimbun

 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância