Gunma tem recorde de trabalhadores estrangeiros pelo 8.º ano consecutivo

Embora a taxa de crescimento tenha sido menor por causa da restrição nos aeroportos, a província teve o maior número de todos os tempos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Província de Gunma em vermelho (Wikimedia)

De acordo com as informações do Departamento de Trabalho da Província de Gunma, ligado ao MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, o total de trabalhadores estrangeiros é de 46.449, até 30 de outubro de 2021, dados mais recentes. 

Publicidade

Em comparação ao ano anterior o aumento foi de 1.993 trabalhadores, mais tímido por causa das medidas nas fronteiras em face à pandemia do novo coronavírus. Ainda assim, o número vem aumentando desde há 8 anos, marcando novo recorde. 

Outro recorde é o do número de empresas e indústrias que empregam mão de obra estrangeira. São 5.176, com um aumento de 373 em relação ao ano anterior. Os maiores números ficam nas jurisdições de Isesaki (907), Ota (873), Takasaki (765) e Maebashi (731). 

Os maiores números são de vietnamitas e brasileiros, conforme segue abaixo.

    1. Vietnamitas: 11.407 trabalhadores, os quais correspondem a 25% do total
    2. Brasileiros: 8.144 ou 18% do total
    3. Filipinos: 5.663 ou 12% 
    4. Chineses: 5.430 ou 12%

São 3.125 trabalhadores peruanos ou 7% do total. Enquanto houve um aumento tímido dos verde amarelos (3%), os peruanos aumentaram em 14%.

Por jurisdição desse órgão, Maebashi tem o maior número com 19.925 trabalhadores estrangeiros, seguida por Ota com 9.851 e Isesaki com 8.222. Essas 3 jurisdições têm 60% da mão de obra estrangeira da província de Gunma.

Em relação ao visto permanente, 48% dos trabalhadores verde amarelos o têm, enquanto entre os peruanos são 69%.

Fontes: MHLW e Gunma TV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Prorrogação do prazo das medidas especiais e aceleração da dose de reforço

Publicado em 7 de fevereiro de 2022, em Sociedade

O governo quer acelerar a terceira dose da vacinação para conter os elevados números de novos casos de infecção. Também considera esticar o prazo das medidas especiais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vacina da Pfizer-BioNTech (Wikimedia)

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, declarou na segunda-feira (7), que pretende acelerar a vacinação da terceira dose contra o novo coronavírus, com meta de 1 milhão de doses diárias, ainda este mês.

Publicidade

Já instruiu os ministros relacionados para tomar essa providência o mais rápido possível, com pedidos de cooperação da iniciativa privada.

Além disso, com base na indicação de que a infecção nas escolas e creches estão se espalhando, quer incentivar ativamente a inoculação dos professores e educadores da pré-escola, como também dos policiais e bombeiros, para manter as funções sociais.  

Pretende contar com a ajuda da Força de Autodefesa para a vacinação nos grandes centros. 

13 províncias

Em relação à aplicação das medidas prioritárias, o prazo poderá ser prorrogado. 

Primeiro-ministro Fumio Kishida (NHK)

Atualmente somente Wakayama tem o prazo até 27 deste mês, enquanto as 3 primeiras – Yamaguchi, Hiroshima e Okinawa – já tiveram prorrogação até 20. 

São 18 províncias, incluindo Osaka, Ibaraki e Hokkaido, com prazo final em 20 deste mês também.

Mas, as 13 da segunda fase, cujo prazo findaria em 13 deste mês, deverão ter prorrogação em torno de 3 semanas mais. São Tóquio, Aichi, Gunma, Saitama, Chiba, Kanagawa, Niigata, Gifu, Mie, Kagawa, Nagasaki, Kumamoto e Miyazaki.

Estado de emergência?

O governo do país deverá decidir e anunciar até quinta-feira (10) se são todas ou parte delas alvo da prorrogação dependendo dos pedidos de cada governador. Com os contínuos aumentos da infecção pelo coronavírus em diversas delas e o sistema médico apertado, esses dados serão levados em conta.

Pode ser que Tóquio solicite a aplicação da declaração do estado de emergência. Em relação às demais províncias, ou em todo país, o governo ainda não se manifestou a favor.

Mas, segundo pesquisa realizada pela JNN, 50% da população deseja que o faça.

Fontes: Gov., JNN, Asahi e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância