Japão anuncia mais sanções contra a Rússia

Japão se junta aos EUA e Europa em colocar pressão sobre Moscou que desafiou pedidos internacionais por diplomacia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida (NHK)

O Japão vai impor sanções adicionais contra a Rússia após sua invasão da Ucrânia, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida nesta sexta-feira (25), juntando-se aos EUA e Europa em colocar pressão sobre Moscou que desafiou pedidos internacionais por diplomacia.

Publicidade

Falando em uma coletiva de imprensa, Kishida disse que o novo pacote de sanções inclui controles de exportação sobre semicondutores e outros produtos, um congelamento das aplicações mantidas por instituições financeiras russas e uma suspensão da emissão de vistos para certos cidadãos russos e entidades.

O anúncio ocorreu horas após líderes do G7 terem condenado a Rússia e prometido agir com sanções financeiras e econômicas “severas e coordenadas” pelo seu ataque “completamente injustificado”.

Kishida revelou a primeira rodada de sanções contra a Rússia na quarta-feira (23).

Fonte: News and Culture

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Primeira vacina à base de plantas é aprovada no Canadá e poderá chegar ao Japão em setembro

Publicado em 25 de fevereiro de 2022, em Notícias do Mundo

É a primeira vacina anticovid à base de plantas do mundo, desenvolvida e testada por uma empresa de biotecnologia canadense.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de vacina contra covid-19 (Flickr)

O governo do Canadá aprovou a vacina contra a covid chamada Covifenz, da empresa de biotecnologia Medicago, na sexta-feira (25). É a primeira do mundo produzida à base de plantas, a qual usa partículas bioidênticas ao vírus, da proteína spike SARS-CoV-2.

Publicidade

Como as demais vacinas, essa é aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias, através de injeção intramuscular, na parte superior do braço. Foi aprovada pelo governo canadense, para o público da faixa dos 18 aos 64 anos.

Os ensaios clínicos mostraram que a partir de 1 semana após a segunda dose, a vacina Medicago Covifenz foi 71% eficaz na proteção desse público adulto.

Após a vacina Covifenz as pessoas podem sentir efeitos colaterais passageiros como febre baixa, dor de cabeça, fadiga, dores nas articulações e outros, como as demais vacinas.

Os ensaios clínicos começaram no Japão em outubro do ano passado. A empresa Mitsubishi Tanabe Pharma pretende solicitar a aprovação do governo para introduzi-la até setembro deste ano no país. 

Fontes: NNN e Gov. Canadá

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância